Campanha contra o sarampo vacina mais de 5 milhões de crianças na Somália

Ouvir /

Autoridades registaram 23 mil casos suspeitos da doença em 2017; mais de 80% dos casos ocorreram em menores de idade; nível foi considerado muito elevado em relação aos anos anteriores.

Mães aguardam sua vez perfiladas para vacinação em campanha apoiada pelo Unicef na área somali de Baidoa. Foto: ONU (Arquivo).

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Mais de 5 milhões de crianças somalis foram vacinadas numa campanha contra o sarampo encerrada este domingo com o apoio de agências das Nações Unidas.

O alvo da  iniciativa foram menores entre os seis meses e os 10 anos. Em cinco dias, o Ministério da Saúde da Somália registou 1 milhão de crianças imunizadas na região administrativa da Puntlândia e outras 4,2 milhões no resto do país africano.

Casos suspeitos

Durante a emergência de seca de 2017, pelo menos 23 mil casos suspeitos da doença foram relatados num nível considerado "muito elevado em relação aos anos anteriores". Pelo menos 83% dos casos ocorreram em menores de 10 anos.

O representante da Organização Mundial da Saúde, OMS, na Somália disse que a agência prioriza o apoio às autoridades de saúde e aos seus parceiros para controlar surtos de doenças como o sarampo. Ghulam Popal revelou que a outra meta é garantir uma cobertura de vacinação alta para todas as crianças somalis.

Para o responsável é "lamentável que os casos da doença continuem sendo relatados havendo uma vacina eficaz disponível no país".

Ameaça de fome

No entanto, o representante do Fundo da ONU para a Infância, Unicef, na Somália destacou que apesar dos excelentes resultados do ano passado a crise da saúde está longe de terminar. Jesper Moller apontou como principais problemas a crescente ameaça da fome e os surtos de doenças como o sarampo.

Para ele, "a única forma de proteger as crianças da doença fatal são as campanhas de vacinação em massa", para as quais devem continuar a vigilância permanente e os esforços sustentados de emergência em 2018.

As próximas campanhas de vacinação preveem administrar uma dose de vitamina A para crianças elegíveis.

Os mobilizadores sociais e os profissionais de saúde apoiados pela OMS e pelo Unicef também incentivam os adultos não totalmente imunizados, ou que não estejam seguros de ter imunidade, a serem vacinados contra a doença.

Notícias relacionadas:

Abrigos para deslocados na Somália estão sendo destruídos

Região do Corno de África em grande risco de sofrer impactos do La Niña

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 19 DE JANEIRO DE 2018
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 19 DE JANEIRO DE 2018
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

janeiro 2018
S T Q Q S S D
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031