Bagdá foi a cidade iraquiana mais afetada pela violência em dezembro

Ouvir /

Terrorismo matou pelo menos 69 civis e deixou mais de 140 feridos em todo o país, de acordo com a Missão da ONU no Iraque, Unami; balanço é muito similar aos números de novembro, o que para a missão é lamentável.

Bagdá, Iraque. Foto: Unami/Sanaa Kareem

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque. 

A Missão da ONU de Assistência ao Iraque, Unami, divulgou esta terça-feira o balanço de pessoas que morreram ou ficaram feridas no país em dezembro, vítimas de ações terroristas, violência e conflito armado. Esses números não incluem o total de policiais mortos nos ataques.

Pelo menos 69 civis iraquianos foram mortos no mês passado e 142 tiveram ferimentos, números similares aos de novembro, o que para o representante da ONU no Iraque é "lamentável".

Ano novo

Jan Kubis espera que neste novo ano, o total de vítimas "caia rapidamente, já que é muito necessário que a paz e a estabilidade retornem ao Iraque".

Em dezembro, a capital iraquiana, Bagdá, foi a cidade mais afetada pela violência, com 122 civis mortos ou feridos. Na sequência estão Salahaddin e Kirkuk, sendo que a Unami não conseguiu obter o número de vítimas de Anbar.

Ao longo de 2017, a Unami registrou quase 3,3 mil civis mortos pela onda de violência, além de 4,7 mil feridos. No entanto, a Missão destaca que em alguns casos, só conseguiu verificar os incidentes de forma parcial e por isso, os números registrados devem ser considerados o "mínimo absoluto".

Notícias relacionadas:

Unicef: nível de crianças vítimas de conflitos é chocante

Iraque: execução em massa de 38 prisioneiros preocupa ONU

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 19 DE JANEIRO DE 2018
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 19 DE JANEIRO DE 2018
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

janeiro 2018
S T Q Q S S D
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031