Subsecretário-geral visita Colômbia para avaliar rumos do acordo de paz

Ouvir /

Jeffrey Feltman, do Departamento de Assuntos Políticos, passou dois dias no país sul-americano encontrando-se com autoridades e vários setores envolvidos com a implementação do tratado; ele foi recebido pelo presidente Juan Manuel Santos.

Jeffrey Feltman. Foto: ONU/Evan Schneider

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Os colombianos devem seguir implementando o Acordo de Paz estabelecido com as Forças Armadas Revolucionarias da Colômbia, Farc.

A declaração foi feita pelo chefe do Departamento de Assuntos Políticos da ONU, Jeffrey Feltman.

Estratégia

Ele encerrou uma visita de dois dias ao país para analisar o progresso na área. Feltman encontrou-se com integrantes do governo e vários setores ligados à implementação incluindo representantes das Farc, da sociedade civil e delegados da comunidade internacional.

Em comunicado, Feltman explicou que chegou à Colômbia para transmitir a mensagem do secretário-geral da ONU, António Guterres, sobre uma preocupação crescente a respeito de como o processo de paz está evoluindo nos últimos meses.

Ele falou a jornalistas na sede da Missão de Verificação da ONU na Colômbia. O subsecretário-geral afirmou que os colombianos atuando no processo e aqueles que seguem fora do país estão conscientes dessas preocupações.

Em primeiro lugar, ele disse haver uma falta de estratégia para reintegração que se alia a planos concretos e recursos para viabilizar o seu sucesso. Isso ocorre apesar de atividades elogiáveis do governo, das Farc e da comunidade internacional na área.

Abandono

Para Feltman, o segundo ponto é sobre a situação da segurança nas antigas áreas de conflito, especialmente aquelas que foram desocupadas pelas Farc no momento do abandono de armas, e na transformação da rede rebelde num movimento político desarmado.

E por último, o chefe de política da ONU ressaltou o que chamou de "incertezas legais" especialmente as que afetam os membros das Farcs, e que resultam em demoras de legislações e da revisão jurídica de uma série de medidas adotadas, incluindo Tribunal Especial da Paz e a Lei de Anistia.

ELN

Jeffrey Feltman também citou o cumprimento do cessar-fogo entre o governo da Colômbia e o Exército de Libertação Nacional, ELN.

Ele afirmou esperar que as partes possam chegar a uma solução a tempo sobre a extensão após a data de 9 de janeiro, e que esta decisão seja comunicada ao Conselho de Segurança.

Durante os dois dias na Colômbia, Feltman manteve encontros com o ministro da Defesa, Luis Carlos Villegas, o presidente da Corte Constitucional, Luis Guillermo Guerrero, e com o presidente do país, Juan Manuel Santos.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031