Entrevista: Países menos avançados e acesso à eletricidade

Ouvir /

Rolf Traeger. Foto: Arquivo Pessoal.

Rolf Traeger é chefe da Sessão dos Países Menos Avançados, PMAs, na Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento, Unctad.

A agência lançou um Relatório sobre os Países Menos Avançados 2017: Acesso à transformacional à energia. O documento apresentado em várias cidades aborda o acesso universal à eletricidade no grupo de 47 nações.

Falando de Londres, o representante disse que em Timor-Leste, 45% da população tem acesso a eletricidade, sendo a maior taxa num PMA de língua portuguesa. Em Angola a taxa é de 30%, enquanto em Moçambique a proporção é de 20% dos habitantes apesar de serem "países ricos em matéria-prima energética".

Nesta conversa, Traeger revela ainda que na Guiné-Bissau cerca de 17 % da população tem acesso à eletricidade.

Estima-se que para que todos os PMAs tenham acesso universal à eletricidade até 2030 seja preciso um investimento entre US$ 12 biliões a US$ 40 biliões por ano em energias.

Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane.

Duração: 5'32''.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031