Unicef elogia Portugal por políticas que apoiam famílias com crianças pequenas

Ouvir /

Novo relatório da agência revela que 32 países não têm nenhuma destas políticas básicas; diretor-executivo da agência da ONU afirma que é preciso fazer mais nesse sentido.

Foto: Unicef/UN044581/Kim

Denise Costa da ONU News, em Nova Iorque.

Portugal está entre os 15 países no mundo que possuem três políticas nacionais básicas que ajudam a garantir o tempo e os recursos que os pais precisam para apoiar o desenvolvimento saudável do cérebro dos seus filhos.

Em relatório lançado nesta quinta-feira, em Nova Iorque, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, revela que "pior ainda, é o facto de 32 países não terem nenhuma destas políticas essenciais em prática".

Portugal

O documento Early Moments Matter for a Child, ou Momentos iniciais importam para a Criança, em tradução livre, destaca o que chama de bases fundamentais para o desenvolvimento ideal nos primeiros anos de vida.

Entre as medidas estão: dois anos de educação pré-escolar gratuita, pausas de amamentação pagas durante os primeiros seis meses de vida de uma criança e seis meses de licença de maternidade remunerada bem como quatro semanas de ajuda de licença de paternidade.

Portugal está entre os países que possuem as três políticas nacionais básicas, ao lado de Cuba, da França, da Rússia e da Suécia. No entanto, 85 milhões de crianças com menos de cinco anos de idade crescem em 32 países, sem nenhuma das três políticas. Cerca de 40% dessas crianças vivem em apenas dois países, o Bangladesh e os Estados Unidos.

Desenvolvimento cerebral

Segundo o Unicef, estas medidas ajudam os pais a proteger melhor os seus filhos, a proporcionar-lhes uma melhor nutrição. As brincadeiras e experiências de ensino precoce nos primeiros anos de vida são cruciais quando o cérebro cresce a uma taxa que não se repete.

O diretor-executivo do Unicef, Anthony Lake, afirmou que é preciso "fazer mais para dar aos pais e educadores de crianças o apoio que eles precisam durante este período mais crítico de desenvolvimento cerebral".

Apoio

O relatório também destaca que milhões de crianças com menos de cinco anos vivem em áreas afetadas por conflitos, sofrem de insegurança alimentar e estão condicionadas a viver sem atividades fundamentais que estimulam o crescimento cerebral saudável.

A agência da ONU pede aos governos e ao setor privado que invistam nas políticas nacionais básicas, de forma a apoiar o desenvolvimento cerebral saudável das crianças nos seus primeiros anos de vida.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031