ONU "continua representando esperança", diz Temer na Assembleia Geral

Ouvir /

Presidente brasileiro abriu os debates gerais da 72ª Assembleia Geral das Nações Unidas nesta terça-feira; discurso abordou tópicos como reforma do Conselho de Segurança, Amazônia, desenvolvimento sustentável, Acordo de Paris e Tratado de Armas Nucleares; após discurso, Michel Temer falou com exclusividade à ONU News.

Presidente do Brasil, Michel Temer, discursa na Assembleia Geral das Nações Unidas. Foto: ONU/ Cia Park.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

O presidente do Brasil, Michel Temer, abriu nesta terça-feira os debates gerais da 72ª Assembleia Geral da ONU.

"Têm sido muitos os desafios enfrentados pelas Nações Unidas desde sua criação. E sabemos todos que não se cumpriram plenamente as aspirações de seus fundadores. Mas a verdade é que, nestes mais de setenta anos, a ONU continuou e continua representando a esperança. A verdade é que a ONU continuou e continua representando a possibilidade de um mundo mais justo. Um mundo de paz e prosperidade".

Conselho de Segurança

O presidente brasileiro defendeu a reforma da organização e disse ser "particularmente necessário ampliar o Conselho de Segurança, para ajustá-lo às realidades do século 21".

Michel Temer também destacou o compromisso do Brasil com o desenvolvimento sustentável" e afirmou que o país continua empenhado na Defesa do Acordo de Paris.

"Há que agir já. Meu país – e é com satisfação que o digo – está na vanguarda do movimento em direção a uma economia de baixo carbono. A energia limpa e renovável no Brasil representa mais de 40% da nossa matriz energética: três vezes a média mundial. Somos líderes em energia hídrica e em bioenergia".

Amazônia

O presidente brasileiro também falou sobre a Amazônia.

"O Brasil orgulha-se de ter a maior cobertura de florestas tropicais do planeta. O desmatamento é questão que nos preocupa, especialmente na Amazônia. Nessa questão temos concentrado atenção e recursos. Pois trago a boa notícia de que os primeiros dados disponíveis para o último ano já indicam diminuição de mais de 20% do desmatamento naquela região".

Temer falou ainda sobre comércio, paz e segurança e sobre a assinatura do Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares, nesta quarta-feira.

"Terei a honra de assinar, amanhã, o Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares. O Brasil esteve entre os artífices do Tratado. Será um momento histórico. Reiteramos nosso chamado a que as potências nucleares assumam compromissos adicionais de desarmamento. O Brasil manifesta-se com a autoridade de quem, dominando a tecnologia nuclear, abriu mão, voluntariamente, de possuir armas nucleares. O Brasil pronuncia-se com a autoridade de um país cuja própria Constituição veda o uso da tecnologia nuclear para fins não pacíficos".

Acompanhe o discurso, na íntegra, do presidente do Brasil, Michel Temer, na Assembleia Geral da ONU e sua entrevista ao vivo à ONU News.

Notícias Relacionadas: 

ONU inicia nesta terça debates da 72ª sessão da Assembleia Geral 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 17 DE OUTUBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 17 DE OUTUBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031