Novas intervenções humanitárias devem apoiar mais 250 mil no Iémen

Ouvir /

Plano da OIM e parceiros é beneficiar migrantes detidos e vítimas do conflito; crianças destacam-se entre os mais de 10% dos beneficiários que poderão receber assistência psicológica.

Segundo as Nações Unidas, o Iémen já atingiu 500 mil casos de cólera desde o fim de abril. Foto: Unicef/Fuad

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.*

A Organização Internacional para Migrações, OIM, anunciou que vai lançar três novos programas de apoio ao Iémen para aliviar a crise no país devastado pela guerra. A iniciativa será levada a cabo em cooperação com várias agências humanitárias.

Em nota, a agência revela que os beneficiários serão mais de 255 mil pessoas que incluem migrantes presos e vulneráveis e pessoas afetadas pelo conflito.

Sofrimento

A meta é identificar e reduzir os fatores de fragilidade dos deslocados bem como comunidades de acolhimento de migrantes. O outro objetivo é promover "a redução do número de pessoas doentes, da mortalidade e do sofrimento" das pessoas.

A agência pretende ainda oferecer apoio psicológico a mais de 30 mil iemenitas com destaque para crianças.

Os menores envolvidos serão os que precisam de reintegração na sociedade, além das vítimas de violência baseada no género, do tráfico humano ou que tenham passado por outras experiências traumatizantes.

As iniciativas também prevêem oferecer assistência médica ao tratamento de cólera em cinco províncias. De acordo com as Nações Unidas, o país já atingiu 500 mil casos da doença desde o fim de abril passado.

*Apresentação: Denise Costa.

Notícias relacionadas:

PMA arranca campanha multimédia para salvar 20 milhões em risco de fome

Alerta após Iêmen registrar 500 mil casos e 2 mil mortes por cólera

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE SETEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE SETEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930