Acnur alerta para piora nas condições em centro de refugiados em Manus

Ouvir /

Agência da ONU expressou preocupação nesta terça-feira; jovem refugiado morreu no local na ilha, em Papua Nova Guiné.

Foto: Acnur/V. Tan

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

A Agência da ONU para Refugiados, Acnur, expressou nesta terça-feira sua grave preocupação com a piora das condições em um centro de recepção de refugiados e solicitantes de asilo na ilha de Manus, na Papua Nova Guiné, onde um jovem deslocado morreu tragicamente na segunda-feira.

O porta-voz do secretário-geral da ONU, Stephane Dujarric, disse a jornalistas que o fechamento deste centro, assim como cuidados médicos, apoio para tortura e trauma e serviços de segurança, foi anunciado sem alternativas apropriadas, causando grande aflição entre as 773 pessoas que permanecem na ilha.

Solicitação

Segundo Dujarric, o Acnur ressaltou que para evitar mais tragédias e uma escalada da crise, é preciso que serviços essenciais continuem.

A agência alertou ainda que redução maior no apoio a refugiados e solicitantes de asilo transferidos pela Austrália para Papua Nova Guiné agravaria os sérios de saúde e segurança enfrentados por pessoas que tem estado detidas nos últimos quatro anos.

O Acnur, mais uma vez, pediu à Austrália que encontre urgentemente soluções "viáveis e humanas" fora de Papua Nova Guiné e Nauru para pessoas continuam esperando seu processo de refúgio ou asilo fora do território australiano.

Notícias Relacionadas:

Acnur quer fim da atual política de imigração da Austrália

Relatora classifica como “tsunami” índice de aborígenes australianos presos 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031