Banco Mundial anuncia nova estratégia de parceria com o Brasil

Ouvir /

Trabalho da instituição até 2023 tem como pilares o ajuste fiscal, a melhoria do ambiente de negócios e o crescimento verde.

Estratégia tem o objetivo de dar transparência ao diálogo do Banco Mundial com os países. Foto: ABR/Marcello Casal Jr.

Mariana Ceratti, de Brasília, para a ONU News.*

O Banco Mundial ratificou nesta quinta-feira, em Washington, sua nova Estratégia de Parceria com o Brasil. O documento, que orientará o trabalho da instituição de 2018 a 2023, tem o objetivo de buscar um modelo de crescimento econômico sustentável para o país.

Três pilares compõem a estratégia. O primeiro busca um ajuste fiscal que reorganize as contas públicas sem prejudicar a saúde, a educação e a proteção social para os mais pobres. O segundo é o estímulo ao empreendedorismo, à produtividade e à competitividade.

Três pilares

O diretor do Banco Mundial no Brasil, Martin Raiser, explica por que a melhoria do ambiente de negócios se tornou um dos focos da instituição.

"Eu acho que esses dois aspectos, o de diminuir o custo para fazer negócios para estimular a criação de novos empregos e o de incentivar mais inovação, mais competitividade e um desempenho melhor das empresas… isso são as duas agendas que vão levar o Brasil a crescer mais e crescer de uma maneira mais sustentável e reduzir a pobreza a partir da criação de empregos. Isso é importante porque a gente sabe que dois terços da redução da pobreza na última década foram ligados à criação de empregos."

O terceiro pilar da nova estratégia do Banco Mundial no Brasil é o crescimento verde. O documento discute, por exemplo, como gerenciar os recursos naturais brasileiros aliando sustentabilidade e desenvolvimento econômico, em especial para as pequenas comunidades rurais ou que vivem nas regiões de floresta.

Transparência

Segundo Martin Raiser, a estratégia dá transparência às interações com o governo federal, os estados e os municípios, que recebem financiamento tanto na forma de projetos quanto de estudos.

O espaço fiscal está limitado, o recurso do Banco Mundial tem algum limite e a gente vai utilizar agora essa estratégia para mostrar quais são as nossas prioridades, qual o tipo de projeto que a gente quer financiar e, nessa base, desenvolver nosso diálogo com todos os nossos parceiros aqui no Brasil".

A nova estratégia se baseou em um diagnóstico publicado pelo Banco há um ano e é resultado de um amplo processo de consulta e discussões com diversos setores da sociedade, como os governos federal e estaduais, sociedade civil, setor privado e academia. O documento estará disponível em breve no site www.bancomundial.org.br.

*Reportagem do Banco Mundial Brasil.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE SETEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE SETEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930