No Afeganistão, Guterres pede solidariedade aos deslocados por conflito

Ouvir /

Secretário-geral teve contacto com centenas de milhares de refugiados; agenda inclui encontro com governo; chefe da #ONU quer mais assistência humanitária e dignidade para afegãos.

António Guterres reúne-se com refugiados nos arredores de Cabul. Foto: Unama

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou esta quarta-feira ao Afeganistão para levar um apelo por paz e compaixão.

Falando a jornalistas em Cabul, o chefe da ONU afirmou que tal como fazia quando era alto comissário para refugiados, sua intenção é, todos os anos, realizar uma visita de solidariedade a comunidades muçulmanas durante o ramadã, o mês de jejum islâmico.

Vulneráveis

Guterres acrescentou que o povo afegão, "tem sofrido muito e que em respeito à cultura e religião dos muçulmanos em todo o mundo" ele também estava em jejum para expressar sua profunda solidariedade.

Nos arredores de Cabul, o chefe da ONU visitou uma comunidade de 800 mil pessoas que chegaram nos últimos 18 meses fugidas do conflito.

Guterres disse que as pessoas desalojadas "perderam e deixaram tudo e que as lembranças das famílias estão apagadas e suas casas destruídas." Para ele, isso justifica "uma solidariedade mais forte da comunidade internacional."

Líderes

As mulheres da comunidade afegã  pediram segurança, trabalho e educação para os filhos. Perante o que Guterres chamou de "tempo de violência e sofrimento", ele anunciou que vai se encontrar com líderes afegãos.

O chefe da ONU destacou que a paz é a solução para o problema dos afegãos e que a comunidade internacional, os países vizinhos e todos os que estão relacionados à crise afegã devem se juntar para entender que esta é uma guerra que não tem uma solução militar. Para o chefe da ONU,  é preciso uma solução política e a paz  frisando que durante essa busca não se deve deixar as pessoas sozinhas e sofrendo tanto.

O secretário-geral reafirmou que é preciso aumentar o nível de assistência humanitária e criar todas as condições para que elas possam viver em dignidade.

A presença do chefe da ONU em Cabul ocorre após viagens à Ásia Central incluindo Cazaquistão e Uzbequistão.

Notícias relacionadas:

Guterres diz que “sociedade civil livre” é crucial na resposta ao terrorismo

Guterres: seca do Mar de Aral é uma das maiores catástrofes ecológicas mundiais

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 6 MIN, 16 DE AGOSTO DE 2017
JORNAL DA ONU - 6 MIN, 16 DE AGOSTO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

agosto 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031