António Guterres chocado com incêndio florestal em Portugal

Ouvir /

Secretário-geral emitiu nota demonstrando solidariedade ao país, autoridades e vítimas do desastre, que pode ter matado mais de 60 pessoas, segundo agências de notícias.

António Guterres. Foto: Reprodução vídeo

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

O chefe das Nações Unidas, António Guterres, expressou condolências a Portugal e aos portugueses após o incêndio florestal, em Pedrógão Grande. Segundo agências de notícias, o fogo pode ter matado mais de 60 pessoas e deixado dezenas feridas ou desaparecidas.

Em nota, Guterres informou ter telefonado ao presidente do país, Marcelo Rebelo de Sousa, e ao primeiro-ministro António Costa, para demonstrar sua solidariedade ao governo e às vítimas.

Famílias

O secretário-geral afirmou estar chocado e horrorizado com o número de vidas perdidas na região, localizada a pouco mais de 200 km ao norte da capital portuguesa, Lisboa.
Guterres contou que suas orações e seus pensamentos estão agora com as famílias e parentes das vítimas. Ele desejou um pronta recuperação aos feridos.

O chefe da ONU encerrou a nota elogiando o trabalho incansável do governo, dos bombeiros e dos profissionais de emergência assim como as organizações da sociedade civil que estão a fazer de tudo para conter o incêndio e ajudar as pessoas que precisam.

António Guterres informou que as Nações Unidas estão prontas para assistir a Portugal, nesse momento, em qualquer forma que seja possível.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 17 DE OUTUBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 17 DE OUTUBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031