Líderes da indústria vão implementar padrão da ONU sobre ensaios clínicos

Ouvir /

Compromisso é para que registros e todos os resultados tornem-se públicos; segundo OMS, somente 50% dos resultados de testes clínicos são divulgados, porque a maioria tem parecer negativo.

Foto: Banco Mundial (arquivo)

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

Líderes das principais companhias de pesquisas médicas concordaram em adotar os padrões da Organização Mundial da Saúde, OMS, sobre registros e resultados de testes clínicos.

Segundo a agência da ONU, muitos ensaios clínicos para novos medicamentos geram resultados negativos e por isso, 50% das conclusões desses estudos não são divulgadas ao público.

Riscos e Benefícios

A OMS destaca que essa falta de informação gera um cenário "incompleto e até enganoso sobre riscos e benefícios de vacinas, de remédios e de equipamentos médicos".

A representante da agência, Marie-Paule Kieny, declarou que os financiadores de pesquisas afirmaram que assim, "não haverá mais desculpas para a falta de declarações sobre os resultados de ensaios clínicos".

Dados públicos

O acordo foi assinado por várias companhias de pesquisas, como o Conselho de Pesquisa Médica Britânico, o centro de pesquisa da ONG Médicos sem Fronteiras, o Instituto Pasteur e a Fundação Bill & Melinda Gates.

As entidades concordaram em criar e implementar novas políticas nos próximos 12 meses. A ideia é que todas as informações sobre os ensaios clínicos sejam registradas numa base de dados pública. 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE NOVEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE NOVEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930