Enviado da ONU quer solução para greve de fome de prisioneiros palestinos

Ouvir /

Nickolay Mladenov acompanha situação em prisões em Israel; detidos protestam contra condições carcerárias e greve de fome entra no segundo mês; representante pede às autoridades que evitem aumento das tensões.

Nickolay Mladenov, Coordenador especial da ONU para o Processo de Paz no Oriente Médio. Foto: ONU/Loey Felipe

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

O enviado especial da ONU para o Processo de Paz no Oriente Médio está pedindo uma solução imediata para o aumento das tensões envolvendo uma greve de fome de prisioneiros palestinos.

Eles estão detidos em Israel e segundo Nickolay Mladenov, os presos protestam contra as condições carcerárias. O representante acompanha a situação com bastante preocupação.

Restrição

Nesta quinta-feira, ele lembrou que a greve de fome está entrando no segundo mês e "é imperativo que uma solução seja encontrada o quanto antes, que vá de acordo com as obrigações de Israel em relação aos direitos humanos".

Mladenov pede aos envolvidos para exercerem restrição máxima, mostrarem responsabilidade e tomarem todos os passos necessários para evitar que as tensões aumentem.

Notícias Relacionadas:

Faltam progressos políticos para paz no Oriente Médio, destaca relatório

“Tempestade perfeita” atingiu Oriente Médio, alerta enviado da ONU

Chefe da ONU condena construção de novos assentamentos israelenses

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE SETEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE SETEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930