Direitos Humanos da ONU e Microsoft anunciam parceria inédita

Ouvir /

Uso de tecnologia ajudará a defender direitos humanos em comunidades que enfrentam desafios além de ressaltar oportunidade de maior apoio do setor privado para o trabalho do Escritório da ONU na área; Microsoft destinará US$ 5 milhões à iniciativa.

Saguão do Conselho de Direitos Humanos da ONU. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.*

A empresa de tecnologia da informação, Microsoft, e o Escritório de Direitos Humanos da ONU anunciaram uma parceria inédita para promover mais direitos humanos no mundo.

Em comunicado conjunto, o Escritório da ONU informou que deverá receber US$ 5 milhões da Microsoft numa iniciativa de cinco anos. De acordo com a ONU, é um nível de apoio jamais visto de uma organização do setor privado.

Situações

O objetivo é usar a tecnologia para melhor analisar e responder a situações críticas em direitos humanos, que proliferam em muitas partes do mundo.

Pela iniciativa, a tecnologia deverá ter um papel positivo na proteção dos direitos humanos. Um outro ponto é o reconhecimento da necessidade de o setor privado desempenhar uma maior parte na causa dos direitos humanos em todo o globo.

Brad Smith, presidente da Microsoft, afirmou que como uma empresa global e que vê os problemas do mundo, a compahia acredita que tem a responsabilidade de resolvê-los.

Oportunidade

Segundo Smith, esta é uma oportunidade inédita de coletar e analisar os dados que possam equipar a ONU a avançar com os direitos humanos.

Um quadro chamado de Rights View deverá permitir funcionários de direitos humanos das Nações Unidas a reunir grandes quantidades de dados sobre países específicos mapeando os tipos de violações em tempo real. O quadro ajudará ainda a identificar o surgimento de possíveis crises.

A empresa também pretende colaborar com a ONU para formular diretrizes de responsabilidade empresarial e corporativa para o setor privado.

O alto comissário da ONU para Direitos Humanos, Zeid Al Hussein, afirmou que o mundo vive numa era de transformações rápidas onde a tecnologia pode ser usada para resolver problemas de diretos humanos. Segundo ele, o setor privado tem um papel essencial para avançar com a matéria.

*Apresentação: Edgard Júnior.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE NOVEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE NOVEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930