Banco Mundial defende maior integração latino-americana

Ouvir /

Novo estudo aponta que exportações intrarregionais representam apenas 20% do total; aumentá-las é importante para estimular crescimento econômico.

Exportações intrarregionais representam apenas 20% das realizadas pela America Latina e Caribe. Foto: Banco Mundial

Mariana Ceratti, do Banco Mundial para a ONU News*

Relatório lançado pelo Banco Mundial nesta quarta-feira defende a necessidade de a América Latina aprofundar sua integração econômica interna. Isso tornará a região mais competitiva nos mercados internacionais e estimulará o crescimento econômico no longo prazo, algo importante depois de dois anos de recessão.

O estudo Melhores Vizinhos: uma renovada integração econômica na América Latinal destaca que, desde os anos 1960, a região vem se tornando mais interconectada. Esse movimento se intensificou na década de 1990, época em que Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina criaram o Mercosul.

Exportações

Ainda assim, as transações intrarregionais representam hoje apenas 20% do total de exportações da América Latina. É um percentual muito inferior aos 60% registrados na União Europeia, por exemplo.

Para aumentar essa integração, o estudo traz algumas ideias. Uma delas é promover uma maior redução tarifária externa, o que pode atrair investimentos estrangeiros e facilitar a entrada coletiva nos mercados de exportação globais.

Outra recomendação é estimular novos acordos preferenciais de comércio entre a América do Sul, a América Central, o Caribe e o México, bem como harmonizar normas e procedimentos regulatórios.

Importância

O relatório do Banco Mundial ainda destaca a importância de melhorar a infraestrutura para diminuir os custos de exportação entre os países latino-americanos.

Um dos índices analisados pelo documento é de conectividade marítima, que mede a facilidade de acesso aos sistemas globais de transporte pelo mar. Em toda a América Latina, o mais bem posicionado é o Brasil, que ainda assim fica em 39º lugar mundial.

Finalmente, o estudo recomenda aumentar a eficiência regional por meio de fluxos migratórios e de capital mais livres.

Dessa forma, os países têm a chance de elevar a produtividade e estimular o crescimento econômico por meio de transferências de conhecimentos entre si.

* Reportagem do Banco Mundial Brasil.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE MARÇO DE 2017
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE MARÇO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

março 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031