Unicef alerta que 1 milhão de crianças precisam de ajuda na Ucrânia

Ouvir /

O número é quase o dobro do registrado neste mesmo período do ano passado; agência da ONU disse que as causas do aumento são o conflito contínuo e a piora das condições de vida no leste país.

Foto: Unicef/UN053112/Zmey

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, alertou esta sexta-feira que um milhão de crianças precisam de ajuda na Ucrânia. O número quase dobrou em relação ao mesmo período do ano passado.

A agência da ONU explicou que o aumento, de mais 420 mil meninos e meninas, teve como causas o conflito contínuo e a piora das condições de vida na região leste do país.

Crise invisível

Somente nesta área, 1,7 milhão de ucranianos estão deslocados porque tiveram de fugir de suas casas, muitas famílias perderam sua fonte de renda, benefícios sociais e acesso à saúde, enquanto o custo de vida disparou.

A representante do Unicef na Ucrânia, Giovanna Barberis, disse que "essa é uma crise invisível, uma crise esquecida pela maioria do mundo". Segundo ela, nos últimos três anos, as crianças ucranianas vivem sob constante ameaça de confrontos e bombardeios.

Barberis afirmou que as escolas foram destruídas, elas foram forçadas a fugir de suas casas e o acesso a serviços básicos como água e aquecimento foi cortado.

O Unicef informou que as centenas de violações do acordo de cessar-fogo diárias colocam em risco a segurança física e o bem-estar psicológico das crianças.

Grave

A situação é mais grave para aproximadamente 200 mil meninos e meninas que vivem numa área de 15 km da chamada "linha de contato", a faixa que separa as regiões controladas por forças do governo e da oposição, onde os combates são mais fortes.

Segundo a agência da ONU, no leste da Ucrânia, 19 mil crianças correm o risco de morrer por causa das minas terrestres e outros explosivos deixados na região. Outras 12 mil vivem em áreas que são bombardeadas pelo menos uma vez ao mês.

Além disso, professores, psicólogos e pais relatam sinais de sofrimento psicossocial grave entre as crianças, que incluem pesadelos, agressões, isolamento social e ataques de pânico.

O Unicef fez um apelo de US$ 31,3 milhões para fornecer assistência de saúde e alimentos, educação, água potável e material de higiene e saneamento para crianças e famílias afetadas pelo conflito. Até o momento, a agência conseguiu apenas 10% desse total.

Notícias relacionadas:

ONU apela ao fim da impunidade por violência sexual na Ucrânia

Ucrânia: milhares de crianças fora das escolas devido a aumento nos combates

Compartilhe

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE MARÇO DE 2017
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE MARÇO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

março 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031