OMS diz que 50 milhões sofrem de epilepsia no mundo

Ouvir /

Aproximadamente 80% das pessoas com a doença vivem em países de média e baixa rendas; a epilepsia é uma alteração temporária e reversível do funcionamento do cérebro, uma disfunção cerebral.

A OMS afirmou que 80% das pessoas com epilepsia vivem em países de média e baixa rendas e 75% dos doentes nessas regiões não recebem o tratamento que precisam. Imagem: OMS

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

A Organização Mundial da Saúde afirmou que aproximadamente 50 milhões de pessoas sofrem de epilepsia no mundo.

Segundo a agência da ONU, a epilepsia é uma uma alteração temporária e reversível do funcionamento do cérebro, caracterizada por convulsões. A proporção estimada da população com a doença é de 4 a 10 indivíduos para cada grupo de mil pessoas.

Informação

Uma iniciativa criada em 1997, colocou junto a OMS e parceiros na campanha global "Fora das Sombras". O objetivo é fornecer ao cidadão comum mais informação e chamar a atenção para a doença neurológica.

A OMS afirmou que 80% das pessoas com epilepsia vivem em países de média e baixa rendas e 75% dos doentes nessas regiões não recebem o tratamento que precisam.

A agência da ONU disse que, quando medicados, a maioria dos pacientes responde de forma positiva aos tratamentos.

Discriminação

Em várias partes do mundo, além de sofrerem com o problema de saúde, as pessoas com epilepsia e suas famílias acabam lidando também com estigma e discriminação.

Segundo os especialistas, são registrados 2,4 milhões de casos de epilepsia todos os anos no mundo inteiro. Nos países ricos, são diagnosticados entre 30 e 50 casos para cada mil habitantes, já nas nações mais pobres, esse número pode dobrar.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE SETEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE SETEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930