ONU anuncia força-tarefa contra exploração e abuso sexuais

Ouvir /

Medida, que é determinação do secretário-geral António Guterres após consulta com grupo de conselheiros, foi anunciada pelo porta-voz nesta sexta-feira; objetivo é desenvolver urgentemente estratégia clara e transformadora que leve a  "melhorias visíveis e mensuráveis" na abordagem da organização para prevenir e combater a questão.

O porta-voz do secretário-geral da ONU, Stephane Dujarric. Foto: ONU/Evan Schneider

Eleutério Guevane e Laura Gelbert, da ONU News em Nova Iorque.

As Nações Unidas anunciaram nesta sexta-feira a criação de uma força-tarefa de alto nível liderada pela  coordenadora especial para melhorar a resposta da organização à exploração e ao abuso sexuais, Jane Holl Lute.

O grupo terá nove integrantes*. A medida foi determinada pelo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.

Melhoria visível

Segundo o porta-voz de Guterres, Stephane Dujarric, o objetivo da força-tarefa é desenvolver urgentemente uma estratégia clara e transformadora que leve a  "melhorias visíveis e mensuráveis" na abordagem da organização para prevenir e combater abuso e exploração sexuais.

Dujarric afirmou que para apresentar os elementos da estratégia, o grupo vai utilizar o próximo relatório do secretário-geral sobre Medidas Especiais de Proteção contra a Exploração Sexual, que deve ser publicado em fevereiro.

De acordo com o porta-voz, a líder da força-tarefa deve dirigir consultas com as partes interessadas, que incluem os Estados-membros, o sistema da ONU e outras organizações relevantes.

*Os membros do grupo são:

  1. Jane Holl Lute, coordenadora especial para melhorar a resposta da ONU à exploração e ao abuso sexuais;
  2. William L. Swing, diretor da Organização Internacional para Migrações;
  3. Atul Khare, subsecretário-geral para Apoio ao Terreno ;
  4. Stephen Mathias, secretário-geral assistente para os Assuntos Jurídicos;
  5. Christian Saunders, diretor do Escritório do subsecretário-geral do Departamento de Gestão;
  6. Tenente-general Carlos Alberto Loitey, conselheiro militar do Departamento das Missões de Manutenção da Paz;
  7. Alfredo W. Forti, consultor especial do secretário-geral;
  8. Nancee Bright, chefe do Gabinete do Escritório da Representante do secretário-geral para Violência Sexual em Conflito;
  9. Francesca Marotta, chefe da secção de Metodologia e Treino do Escritório do Alto Comissário para os Direitos Humanos.

Notícias relacionadas:

Vítimas de abuso sexual não devem reviver trauma”, afirma Jane Lute

ONU e Estados-membros devem “trabalhar juntos” no combate a abuso sexual

71% das vítimas de tráfico humano são mulheres e meninas

Mundo “não pode mais pagar o preço” da violência às mulheres

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 24 DE NOVEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 24 DE NOVEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930