Haiti: ONU inaugura sistema de água como parte do combate ao cólera

Ouvir /

Iniciativa está fornecendo água potável à população da comunidade de Los Palis, no distrito de Hince, no centro do país; Haiti está lidando com um surto de cólera desde outubro de 2010.

Cerca de 18 mil pessoas agora tem acesso à água limpa no remoto bairro de Los Palis, no Haiti, em um sistema de abastecimento de água financiado pela Missão da ONU no país, Minustah. Foto: ONU/ Minustah

Laura Gelbert, da ONU News em Nova Iorque.

Um novo sistema de distribuição de água, parcialmente financiado pela Missão da ONU de Estabilização no Haiti, Minustah, está agora fornecendo água potável à população da comunidade de Los Palis, no distrito de Hince, no centro do país.

A comunidade de Los Palis é dividida em diversas áreas, incluindo Los Palmas, Jacob e Guébo.  Habitantes do local, especialmente mulheres e crianças, andam quilômetros para buscar água potável. Na época das chuvas, a aldeia usa como fontes poços formados pelo transbordar de rios próximos.

Mulheres

A água contaminada muitas vezes resulta em casos frequentes de doenças como diarreia, disenteria, cólera e infecções relacionadas.

Para ajudar os residentes de Los Palis, a Minustah financiou a terceira fase de um projeto de abastecimento de água que deve atender mais de 18 mil pessoas, mais da metade mulheres.

O sistema foi inaugurado na última quinta-feira e recebeu mais de US$ 95 mil através de um programa para projetos de rápido impacto. Isto permitiu o apoio da Minustah às autoridades haitianas para melhorar a infraestrutura pública e as condições de vida.

Combate ao cólera

O vice-chefe da Minustah e coordenador humanitário da ONU no Haiti, Mourad Wahba, lembrou a visita do secretário-geral da ONU a Los Palmas em 2014 onde viu a situação em relação à água, ao cólera e a outras doenças.

Na ocasião, ele anunciou um programa cuja terceira fase está sendo inaugurada agora.

Wahba ressaltou que o projeto foi beneficiado por contribuições da Minustah, mas também da nova abordagem para eliminar o cólera e todas as doenças transmitidas pela água no Haiti.

Graças a um sistema de abastecimento de água financiado pela Minustah, 18 mil pessoas agora têm acesso à água limpa no bairro remoto de Los Palis, no Haiti. Foto: ONU/ Minustah.

Nova Abordagem

A nova abordagem para combater a doença se concentra em dois diferentes elementos.

A "primeira via"consiste em ações mais intensas e com mais recursos para responder e reduzir a incidência do cólera abordando questões de curto e longo prazos relacionadas à água, saneamento e serviços de saúde no Haiti.

A segunda parte da abordagem é o desenvolvimento de um pacote de assistência material e apoio aos haitianos mais diretamente afetados pela doença, centrado nas vítimas e suas famílias e comunidades. Estas pessoas também serão envolvidas no desenvolvimento das propostas.

Epidemia

O Haiti está lidando com um surto de cólera desde outubro de 2010, aproximadamente nove meses após ter sido atingido por um terremoto devastador.

Estimativas são de que a epidemia tenha afetado cerca de 788 mil pessoas e causado a morte de mais de 9 mil.

Ações conjuntas de atores nacionais e internacionais, apoiadas pelas Nações Unidas, resultaram em uma redução de 90% no número de casos suspeitos.

Notícias Relacionadas:

Assembleia Geral pede apoio à nova abordagem da ONU para cólera no Haiti

ONU diz que cólera no Haiti acabará com investimento garantido

Unicef alerta para condições de “vida ou morte” das crianças no Haiti

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE ABRIL DE 2017
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE ABRIL DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

abril 2017
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930