ONU lança campanha para incentivar jovens na política

Ouvir /

Escritório do enviado para a Juventude disse que metade da população global tem menos de 30 anos; ao mesmo tempo, 73% dos países restringem os jovens de se candidatarem a cargos públicos.

Segundo a ONU, 73% dos países têm algum tipo de restrição à candidatura de jovens a cargos públicos, mesmo quando eles têm idade suficiente para votar. Foto: ONU/Loey Felipe

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O escritório do enviado do secretário-geral da ONU para a Juventude lançou esta terça-feira campanha para incentivar os jovens a se candidatarem a cargos políticos.

A iniciativa diz que a geração atual de jovens é a maior da história, mais da metade da população global tem menos de 30 anos. Apesar disso, somente 2% deles ocupam uma cadeira nas Câmaras dos Deputados ou nos Senados em todo o mundo.

Brasil

Segundo a ONU, 73% dos países têm algum tipo de restrição à candidatura de jovens a cargos públicos, mesmo quando eles têm idade suficiente para votar.

No Brasil, por exemplo, o voto é obrigatório a partir dos 18 anos, mas somente após os 21 os jovens podem se candidatar a deputado e depois dos 35 no caso do senado.

Dados da União Interparlamentar, UIP, mostram que apenas 3,9% dos parlamentares brasileiros têm menos de 30 anos.

Nos Estados Unidos, as regras são mais rígidas. O voto não é obrigatório, mas os jovens podem escolher seus candidatos a partir dos 18 anos. Quando o assunto é se candidatar a cargos públicos, a idade mínima para a Câmara é de 25 e ao senado 30 anos.

Não há nenhum parlamentar nas duas Casas do Congresso americano com menos de 30 anos.

Portugal e Moçambique

Portugal é um dos poucos países que permitem o voto a partir dos 18 anos e também que os jovens dessa mesma idade possam se candidatar a cargos públicos tanto para a Câmara como para o Senado. Mas a representatividade desse grupo é de apenas 2,2%.

Moçambique também é outro país lusófono onde os jovens podem votar e se candidatar a uma cadeira no Parlamento. Atualmente, não há nenhum deputado moçambicano com menos de 30 anos.

O escritório do enviado para a Juventude disse ainda que as pessoas entre 20 e 44 anos representam 57% da população global que vota, mas eles correspondem a apenas 26% dos parlamentares mundiais.

A campanha tem como objetivo mostrar ao jovem que se ele "tem idade suficiente para votar, tem idade suficiente para concorrer a um cargo de deputado ou senador".

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031