ONU combate surto de cólera no Sudão do Sul

Ouvir /

Desde 12 de julho foram registados 271 casos da doença com 14 mortes em todo o país; representante da OMS afirma que agência está comprometida a conter o surto, mas falta de recursos põe em risco ações de resposta.

Uma força-tarefa nacional foi criada e está a fornecer supervisão e coordenação para a resposta ao cólera. Foto: OMS/Ali Ngethi

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas e seus parceiros estão a apoiar o Sudão do Sul no combate a um surto de cólera através de ações como criação de centros de tratamento e reidratação e campanha de vacinação para mais de 14 mil pessoas.

Em todo o país, desde 12 de julho, foram registados 271 casos da doença, com 14 mortes.

Medidas de Controlo

A Organização Mundial da Saúde, OMS, está a tomar todas as medidas de controlo necessárias para apoiar urgentemente o Ministério da Saúde e pôr um fim ao surto.

A agência alerta que o crescimento no número de deslocados, superlotação e problemas de higiene e saneamento aumentam os riscos de transmissão do cólera.

Este surto poderia ainda agravar mais a situação de um sistema de saúde já fraco, uma vez que o país também está a combater a desnutrição, o sarampo e a malária.

Força-Tarefa

Uma força-tarefa nacional foi criada e está a fornecer supervisão e coordenação para a resposta ao cólera. O grupo inclui, entre outros parceiros, o Ministério da Saúde, a OMS, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, e a ONG Médicos Sem Fronteiras.

A OMS e parceiros estão também a apoiar atividades de mobilização social e envolvimento com as comunidades.

A imprensa está a transmitir mensagens de prevenção ao cólera e uma linha telefónica gratuita para informar casos da doença foi ativada.

Plano Humanitário

Com 4,4 milhões de pessoas a precisar de assistência de saúde, são necessários recursos com urgência para responder às necessidades crescentes.

O plano de reposta humanitária para o Sudão do Sul, lançado neste ano, pediu US$ 110 milhões; deste total, apenas US$ 31,3 milhões, ou 29%, foram recebidos.

Deste montante, a OMS precisa de US$ 17,5 milhões para este ano, mas, até o momento, só recebeu US$ 4,3 milhões.

Em comunicado, o representante da agência no país, Abdulmumini Usman, ressaltou a "oportunidade de salvar, melhorar e proteger a saúde de milhões de pessoas antes que fique pior".

Abdulmumini afirmou que a OMS está "comprometida em conter o surto de cólera no Sudão do Sul" mas que sem financiamento urgente não pode implementar a maioria das ações planejadas.

Leia e Ouça:

Casos suspeitos de cólera no Sudão do Sul ultrapassam 140

Uganda: em três semanas número de sul-sudaneses bate últimos 6 meses


ONU investiga relatos de violência sexual envolvendo soldados sul-sudaneses

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031