Suazilândia precisa de US$ 80 milhões para ajudar afetados pelo El Niño

Ouvir /

Um terço da população suazi carece de ajuda imediata; safra de milho deste ano deve estar abaixo de um terço dos níveis estáveis; barragem que fornece água à capital Manzini tem reservas para poucas semanas.

Seca na Suazilândia devido ao fenómeno climático, El Niño. Foto: Ocha

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Pelo menos 300 mil pessoas têm extrema necessidade de assistência devido ao fenómeno El Niño na Suazilândia. O número equivale a um terço da população do reino africano, que precisa especialmente de alimentos e de água.

O Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha, aponta para o aumento do risco de doenças transmitidas pela água. Subiram igualmente os casos de desnutrição causada pela falta do líquido e pelas precárias condições sanitárias.

Médio Prazo

Cerca de US$ 80 milhões serão necessários para financiar vários programas essenciais e atenuar o impacto da seca. De acordo com o Ocha, a ideia é cobrir as necessidades imediatas e a médio prazo.

O governo suazi declarou emergência nacional a 18 de fevereiro devido à seca provocada pelo fenómeno climático.

A produção de milho caiu um terço em 2015 e a previsão é que este ano a safra seja ainda menor.

Reservas de Água

A Barragem de Hawane, que fornece água à capital Mbabane, está a operar com 17% da sua capacidade e as reservas devem durar entre 20 dias a 8 semanas.

Nos estabelecimentos de ensino faltaram 189 mil alunos e 8,1 mil funcionários, na maioria professores.

Leia Mais:

OMM afirma que El Niño vai continuar influenciando clima global

Angola tem segundo maior custo para vítimas do El Niño em África

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031