Pnud completa 50 anos pronto para ajudar a alcançar os ODS

Ouvir /

A agência da ONU para o Desenvolvimento anunciou que está preparada para ter um papel crucial no processo para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; Pnud completa cinco décadas anos na linha de frente do desenvolvimento global.

Foto: Pnud

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, completa 50 anos e anunciou que está pronto para ajudar o mundo a alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS.

A chefe da agência da ONU, Helen Clark, afirmou que o Pnud esteve sempre na linha de frente do desenvolvimento global, ajudando a criar instituições, aumentar a resiliência e apoiar os países na implementação de reformas vitais.

Cooperação

Para marcar a data, está sendo realizada na sede das Nações Unidas uma reunião ministerial que conta com a participação de representantes de mais de 135 países.

Em entrevista à Rádio ONU, o diretor da Agência Brasileira para Cooperação, João Almino, falou sobre a parceria com a agência da ONU.

"O Pnud é um grande parceiro do Brasil, tanto na cooperação Sul-Sul, que nós implementamos com mais de 100 países, 140 países, na verdade, no mundo inteiro, mas também na cooperação recebida pelo Brasil. Por exemplo, se pensarmos na área de meio ambiente, a conferência do Rio, Rio+20, o Pnud foi grande parceiro do Brasil nessas conferências. Mesmo no tema que me ocupou aqui um pouco nessa manhã, o tema da eliminação da pobreza, do combate à pobreza, o Pnud tem sido um parceiro nosso".

Agenda 2030

A reunião ministerial avaliou a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Os participantes debateram como transformar os objetivos ambiciosos do documento em ação e resultados.

Entre os pontos mais importantes, eles falaram sobre a erradicação da pobreza, a proteção do planeta e o desenvolvimento sustentável.

"O combate à pobreza é algo que está central na realização desses objetivos porque o combate à pobreza, de fato, tem uma inter-relação com o conjunto de quase todos esses objetivos, então, essa é uma prioridade realmente importantíssima para o Brasil. Nós já conseguimos muito nessa área, mas claro que temos muito a fazer".

Brasil

O embaixador destacou o que chamou de "número muito expressivo" de brasileiros que saíram de uma situação de pobreza extrema ou deixaram a pobreza para a classe média.

João Almino afirmou que o enfoque do Brasil tem sido integrado e envolvido várias áreas.

Avaliação

Ele destacou ainda o país "foi capaz de fazer uma avaliação de seus resultados porque tem indicadores associados a suas políticas". 

"Nós podemos, digamos, continuar a refinar essas duas questões que serão centrais também para a execução e o acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS, ou seja, o enfoque integrado e indicadores que nós possamos utilizar para as avaliações periódicas porque não é uma questão só de esperar até 2030 para saber o que aconteceu, a gente tem que ficar passo-a-passo verificando se nós estamos caminhando na direção correta".

Conflitos

Além disso, os representantes de governos discutiram como evitar conflitos e criar sociedades pacíficas, gestão de risco e criar resiliência e como obter financiamento para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

A meta do encontro é fazer com que todos tenham uma compreensão dos desafios e das oportunidades que os países vão enfrentar no cumprimento da Agenda 2030.

O Pnud vai usar as conclusões e as recomendações da reunião para criar um guia sobre o trabalho futuro da agência.

*Apresentação: Laura Gelbert.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031