Onusida elogia Nigéria por diminuição nos novos casos de HIV

Ouvir /

Diretor da agência da ONU visitou o país e pediu aos líderes políticos para aumentarem o financiamento em 45% até 2020; na última década, cobertura antirretroviral subiu para 22%, a beneficiar quase 750 mil pacientes.

Michel Sidibé em visita à Nigéria. Foto: Unaids

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Em visita à Nigéria, o diretor do Programa Conjunto da ONU sobre HIV/Sida, Onusida, elogiou o país pelos avanços no combate à epidemia. Michel Sidibé pediu aos líderes políticos para aumentarem o financiamento no combate à sida em 45% até 2020.

Ao vice-presidente nigeriano, Yemi Osinbajo, o chefe da agência da ONU pediu que todas as grávidas sejam testadas para o HIV até o fim do ano. Para as mulheres cujo resultado for positivo, a recomendação é que tenham acesso imediato à terapia antirretroviral.

Acesso

O vice-líder do país afirmou que a Nigéria está a fazer muitos investimentos em programas sociais, na tentativa de aumentar o acesso aos cuidados de saúde e contribuir para o fim da sida.

A Nigéria é o segundo país do mundo com o maior número de pessoas com HIV: 3,4 milhões. Mas com o aumento dos investimentos, a situação melhorou na última década.

Tratamento

Em 2004, haviam sido registadas 310 mil novas infeções, número que caiu para 230 mil em 2014. A cobertura da terapia antirretrovial subiu para 22% no mesmo ano, a alcançar mais de 747 mil pessoas com HIV.

Sidibé lembra que garantir o tratamento é importante para o alcance de zero novos casos de sida e o chefe da agência acredita que a Nigéria tem os meios para tornar o objetivo uma realidade.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 17 DE NOVEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 17 DE NOVEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930