ONU pede livre acesso à ajuda humanitária na Ucrânia

Ouvir /

Coordenador Humanitário das Nações Unidas está preocupado com fechamento dos postos de passagem, principalmente na região de Donetsk; Neal Walker afirmou que se as hostilidades aumentarem essas pessoas vão ficar presas em áreas inseguras.

Mykolaivka, na região de Donetsk, na Ucrânia. Foto: PMA/Abeer Etefa (arquivo)

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU e organizações parceiras pediram a todos os lados envolvidos no conflito na Ucrânia que permitam o livre acesso da população à ajuda humanitária.

As agências estão preocupadas com o fechamento dos postos de passagem localizados nas chamadas "linhas de contato" entre as áreas dominadas por forças do governo e da oposição.

Dificuldades

Segundo as Nações Unidas, milhares de civis, a maioria idosos e em situação vulnerável, estão enfrentando dificuldades para ter acesso a remédios, alimentos e até mesmo para receber seus salários e aposentadorias e encontrar parentes na região.

As restrições de movimento estão sendo impostas em áreas urbanas sob o controle de tropas do governo localizadas perto das linhas de combate.

O coordenador humanitário da ONU no país, Neal Walker, afirmou que o "fechamento dos postos de passagem terá consequências severas sobre essa população".

Walker vê com muita preocupação a decisão do governo ucraniano de fechar o posto de Zaytseve, na região de Donetsk, e de outras áreas a partir desta quarta-feira.

Hostilidades

Para ele, o fechamento desses locais vai dificultar ainda mais a situação das pessoas que vivem nessas áreas e aumentará a necessidade humanitária.

O coordenador da ONU afirmou que se as hostilidades piorarem, milhares de civis vão ficar presos em regiões inseguras, à mercê da violência, de minas terrestres e de outros explosivos não detonados.

Walker pediu ao governo ucraniano que mantenha os postos de passagem abertos.

A lei humanitária internacional determina que se "um corredor de passagem ou transporte estiver fechado, todas as opções alternativas devem ser exploradas e um novo caminho seguro deve ser criado".

O objetivo é garantir que os civis possam se movimentar livremente, especialmente em áreas com alto nível de hostilidade.

A chefe do escritório para Coordenação dos Assuntos Humanitários na Ucrânia, Barbara Manzi, afirmou que todos os lados envolvidos no conflito têm a obrigação de garantir a proteção e facilitar o acesso das organizações humanitárias.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031