ONU intensifica campanha contra violência às mulheres moçambicanas

Ouvir /

Debates, concertos musicais e feira de venda de produtos são algumas das ações da iniciativa; ONU Mulheres afirma que duas entre três mulheres são vítimas de alguma forma de violência.

Foto: ONU Mulheres Moçambique

Ouri Pota , da Rádio ONU em Maputo.

A ONU Mulheres, agência especializada das Nações Unidas, decidiu intensificar sua campanha contra a violência a mulheres e raparigas. As ações ocorrem entre 8 de março, Dia Internacional da Mulher, e 7 de abril, Dia da Mulher Moçambicana.

Em Maputo, a Rádio ONU ouviu a representante da agência, Florence Raes, que cita algumas das actividades do "mês da mulher".

Homens

" Precisa-se trabalhar e dialogar com mulheres, homens, rapazes e raparigas. Parceria dentro das famílias e das comunidades. Teremos ao decorrer deste mês uma feira, onde as mulheres e raparigas podem se familiarizar melhor com serviços disponíveis. Gabinetes de atendimento poderão também expor osconteúdos da sua produção económica, para que não estejamos a falar só da mulher vítima. As mulheres também constituem um ator económico para o país."

A violência contra mulheres e raparigas continua a ser objeto de preocupação para as Nações Unidas. Florence Raes afirma que o papel dos homens é crucial na luta contra este crime.

Vítimas

" Em Moçambique, as famílias, as comunidades, mas também os líderes tradicionais e religiosos jogam um papel fundamental. Sendo o homem nesse papel ele tem a obrigação de propiciar a mulher um ambiente seguro e denunciar estes abusos como crimes e violação dos Direitos Humanos."

O compromisso global pela eliminação da violência contra mulheres e raparigas foi recentemente reiterado através da inclusão de uma meta específica nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS.

Segundo a ONU Mulheres, duas entre três mulheres sofreram, sofrem ou sofrerão alguma forma de violência no decorrer da vida. Pode ser violência sexual ou psicológica.

Mas segundo estudos, quase 60% das vítimas, vivam em áreas rurais ou urbanas, veêm este tipo de violência como algo aceitável, normal ou tolerável.

No âmbito da campanha pelo fim da violência contra mulheres e raparigas, a ONU Mulheres recebeu nesta segunda-feira um apoio de U$$ 150 mil, cedidos pelo Japão.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031