Necessários US$ 357 milhões para eliminar minas terrestres

Ouvir /

Serviço de Ação de Minas da ONU, Unmas, detalha lista de ações para 2016 e valor do financiamento; representante lembra tratar-se de um trabalho caro, porém não mais caro do que os custos da guerra.

Limpeza de minas no Sudão do Sul. Foto: ONU/JC McIlwaine

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Serviço de Ação de Minas das Nações Unidas, Unmas, lançou o plano de projetos para 2016. A porta-voz Agnes Marcaillou declarou que o legado das guerras está a aumentar e que o número de mortes é inaceitável.

A Unmas lida com todos os itens que podem explodir e defende medidas de prevenção para proteger comunidades em países como Afeganistão, República Democrática do Congo, Líbia, Mali, Síria e Sudão do Sul.

Vítimas

O serviço tem projetos em 23 países e territórios. O apelo financeiro deste ano tem o valor de US$ 357 milhões. Deste total, US$ 18 milhões são para ajudar as vítimas dos explosivos.

Em Genebra, a porta-voz reconheceu que investir na desativação de minas tem um preço alto, mas não custa tão caro quanto uma guerra.

A Unmas explica que a limpeza de minas terrestres garante segurança para deslocados, refugiados, pessoas que retornam aos seus países, soldados de paz da ONU e trabalhadores humanitários.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031