Mulheres e crianças são as que mais buscam refúgio na Europa

Ouvir /

Total já ultrapassou o número de homens adultos, segundo o Unicef ; 60% dos migrantes e dos refugiados que cruzam a fronteira da Grécia com a ex-Yugoslávia são crianças e mulheres; janeiro registrou 360 mortes.

Mulheres e crianças ultrapassam o número de homens adultos que fazem a travessia para o continente. Foto: Unicef/NYHQ2015-2071/Georgiev (arquivo)

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Pela primeira vez desde o início da crise de refugiados na Europa, mulheres e crianças ultrapassam o número de homens adultos que fazem a travessia para o continente.

Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, 60% dos migrantes e refugiados que cruzam a fronteira entre a Grécia e a ex-República Yugoslava da Macedônia são mulheres e crianças.

Proteção

Em junho do ano passado, os homens formavam 73% do fluxo de refugiados, mas desde então, a situação mudou.

Os menores de idade formam 36% dos que arriscam a vida entre Turquia e Grécia. O Unicef acredita até que os números possam ser maiores, já que muitas crianças não declaram sua idade até chegar ao país de destino.

A porta-voz da agência da ONU, Marie Pierre Poirier, defende o reforço dos sistemas de proteção e de saúde para evitar que mulheres e crianças sejam exploradas durante a jornada.

O total exato de menores desacompanhados ou que se perderam de seus pais durante a jornada é desconhecido. O Unicef revela que mais de 35 mil crianças buscaram asilo na Suécia, sendo que a maioria havia deixado o Afeganistão.

Mortes

A Alemanha recebeu mais de 60 mil adolescentes desacompanhados que saíram da Síria, do Afeganistão e do Iraque. O Unicef enfatiza que os menores devem ter prioridade ao longo do caminho e receber todas as informações sobre seus direitos de pedir asilo.

Segundo a Organização Internacional para Migrações, OIM, desde 1 de janeiro, mais de 16,7 mil menores de idade chegaram à Europa. Somente no mês passado, 60 crianças morreram na rota do leste do Mediterrâneo.

Pelo balanço da OIM, 114 mil menores de idade acompanhados ou desacompanhados foram registrados no leste do Mediterrâneo ao longo de 2015, ou um entre sete migrantes.

Janeiro registrou um total de 360 mortes de migrantes e de refugiados que faziam a travessia pelo mar e perderam a vida em águas da Grécia, da Itália e da Turquia.

No mês passado, mais de 62,1 mil migrantes e refugiados entraram na Europa a partir da Grécia, sendo que 91% saíram da Síria, do Afeganistão e do Iraque.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031