Iémen: Acnur celebra acesso a mais de mil famílias carenciadas de Taiz

Ouvir /

Fornecimento marca a primeira entrega feita à cidade em mais de cinco meses; deslocados internos continuam a crescer; província acolhe 16% dos 2,5 milhões de desalojados pelo conflito.

Conflito continua a forçar as famílias a fugirem das suas casas no Iémen. Foto: WFP/Ammar Bamatraf

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Cerca de mil famílias de uma área afetada pelo conflito no interior da cidade iemenita de Taiz receberam auxílio do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur.

Esta terça-feira, a agência confirmou a chegada de artigos que incluem cobertores, colchões e outro tipo de ajuda de emergência que marca o primeiro acesso à terceira maior cidade do Iémen após mais de cinco meses.

Acesso Regular

Os locais beneficiados são Al Qahirah, Salh e Al Mudhaffar, na cidade que regista os mais intensos combates durante os 10 meses de conflito. Taiz tem mais de 200 mil pessoas sem acesso regular a ajuda humanitária.

O Acnur anunciou ter negociando com as partes por mais de três semanas antes deste carregamento. O apoio veio na sequência da entrega de ajuda alimentar e de suprimentos médicos feita por várias agências humanitárias.

O representante do Acnur no Iémen, Johannes Van Der Klaauw, acompanhou a distribuição. O responsável disse ter testemunhado a necessidade crítica dos artigos distribuídos pela agência.

Como mencionou, a primeira entrega dos itens de emergência deve ser um início do acesso sustentado e da distribuição de auxílio de tipo variado para a cidade e para os distritos vizinhos da província de Taiz.

Van Der Klaauw reiterou o apelo do Acnur para que o acesso seja mantido e que sejam desimpedidas ações de resposta humanitária.

Emergência

A província de Taiz abriga atualmente 400 mil deslocados internos, o que corresponde a 16% dos 2,5 milhões de desalojados em todo o país. Cerca de 346 mil deslocados e afetados pelo conflito tiveram ajuda de emergência como cobertores, colchonetes, baldes de plástico, folhas de plástico, utensílios de cozinha, tendas e kits de abrigo de emergência. A ajuda foi entregue em 20 províncias do Iémen.

A situação humanitária é considerada ainda crítica, com cerca de 21,2 milhões de pessoas a precisar de algum tipo de assistência humanitária. O número equivale a 82% da população.

O conflito continua a forçar as famílias a fugirem das suas casas em 21 das 22 províncias iemenitas. O país recebeu apenas 5% do US$ 172,2 milhões que precisa para apoiar os carenciados este ano.

Leia Mais:

Conselho de Segurança debate Carta da ONU e segurança internacional

Agência da ONU entrega comida à área sitiada em Taiz, no Iêmen

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031