Especial: O rádio durante emergências em países africanos

Ouvir /

No Mali, no Sudão e na República Centro-Africana, produtores das rádios das missões da ONU contam a importância do veículo para comunidades vulneráveis; em locais onde boa parte da população não é alfabetizada, a notícia via rádio continua sendo a principal fonte de informação durante conflitos.

Imagem: Rádio Mikado FM, Mali.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.   

No ano em que o Dia Mundial do Rádio promove o papel do veículo em situações de emergências ou de desastres naturais, a Rádio ONU investigou como isso ocorre na prática em vários países africanos.

Conhecida como "A Rádio da Paz", a Mikado FM transmite para todo o território maliano e é mantida pela Missão das Nações Unidas no Mali, Minusma.

Segurança

Na capital Bamako, trabalha a produtora Joyce Fernandes de Pina. Ela relembra uma situação recente, quando um edifício no norte do país foi tomado por homens armados, que fizeram vários reféns.

Mesmo com o fim da tensão, o prédio continuava com explosivos não-detonados. Joyce de Pina conta que a população precisava ficar em casa, por questões de segurança. E a informação chegou pela Rádio Mikado.

"De hora a hora nós tínhamos anúncios públicos, onde indicávamos e dizíamos à população como se comportar. Fizemos isso em várias línguas, nesse caso, nas cinco línguas em que se fala no Mali. E foi um papel preponderante que a Rádio teve, em coordenação com as forças nacionais malianas, em um situação de maior emergência. É um exemplo clássico do que as rádios em operações de paz podem fazer."

Informação Oral

Segundo Joyce de Pina, em países como o Mali, boa parte da população não é alfabetizada. Além de informar sobre a situação durante conflitos, a Rádio Mikado também traz programas e entrevistas relevantes no dia a dia, com dicas sobre higiene e saneamento, por exemplo.

Do Mali, seguimos para a República Centro-Africana, com a Guira FM, rádio mantida pela Missão da ONU no país, a Minusca.

Vladimir Monteiro é porta-voz da missão e da cidade de Bangui, ele explicou a importância dos programas de rádio para o país.

“As sociedades africanas, apesar do desenvolvimento da educação e da internet, continuam a ser sociedades orais. A transmissão de uma pessoa para a outra através do rádio tem sido extremamente importante. Essas rádios, por exemplo, na República Centro-Africana e no Burundi e na Guiné-Bissau, contribuíram com reportagens espeíficas sobre determinados temas, como prevenção de doenças e os objetivos de desenvolvimento.”

Sudão e RD Congo

O rádio também é crucial para os que vivem na região de Darfur, no Sudão. A afirmação é do chefe de Comunicação da Missão Conjunta da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid. Carlos Araújo destaca que a violência continua sendo uma rotina para a população.

“Estamos a falar de uma região onde continua a haver instabilidade, muitos deslocados internos, onde ainda há muita pobreza e onde a tecnologia não é muito avançada. Isto significa que a rádio é o meio de comunicação por excelência e essas rádios são utilizadas em situação de emergência, quando é preciso chegar muito depressa às populações para transmitir informações de importância."

Antes de ir para Darfur, Carlos Araújo chefiou a Rádio Okapi, da Missão da ONU na República Democrática do Congo, Monusco. Segundo ele, a emissora é a principal do país, transmitindo em todo o território nacional, com a maior audiência.

"Essa rádio é usada também em muitas situações de emergência, de perigo, para transmitir as mensagens da Monusco quando há desastre natural, de instabilidade política, quando há ataques feitos por populações rebeldes."

"O Rádio em Tempos de Emergência e de Desastre" é o tema do Dia Mundial do Rádio 2016. A data é celebrada todos os anos em 13 de fevereiro. Neste sábado, a comemoração será mais especial: a Rádio ONU completará 70 anos.

Estúdios da Rádio Okapi, na RD Congo.

Leia Mais:

Entrevista: O papel da Rádio Mikado para o Mali

Unesco diz que rádio “é a salvação em momentos de emergência e desastre”

Portuguesa conta como a rádio fez diferença em grandes calamidades

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031