Entrevista: enviado alerta para “cansaço” de países com crise na Guiné-Bissau

Ouvir /

Miguel Trovoada nesta quarta-feira na sede da ONU em Nova Iorque. Foto: Rádio ONU

O representante do secretário-geral da ONU na Guiné-Bissau disse que no país “começa a haver inquietação” porque a situação de impasse político está a durar muito tempo.

Falando a Rádio ONU após apresentar um informe ao Conselho de Segurança, Miguel Trovoada afirmou haver “algum cansaço da comunidade internacional” porque a crise persiste e há pouca vontade política para a sua resolução.

Trovoada declarou que a Guiné-Bissau não tem a ganhar com o tempo que se perde e os problemas que se vão agravando.

Fevereiro marca o fim do mandato do enviado como representante especial, ao mesmo tempo que o do Escritório Integrado da ONU para Estabilização da Guiné-Bissau, Uniogbis. Trovoada revelou ter “limites” de disponibilidade para exercer as funções nos mesmos moldes.

Na conversa, o representante fala do agravamento de crimes como o tráfico de drogas e assaltos na capital Bissau devido à atual situação política.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Duração: 08’49″

Compartilhe

Parte 1 Ouvir / Parte 2 Ouvir /
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031