Em Brasília, Agência Internacional de Energia Atômica discute combate ao zika

Ouvir /

Especialistas de todo o mundo estão reunidos para discutir a questão e fazer recomendações sobre como aplicar a técnica do inseto estéril no Brasil e na região; chefe da Organização Mundial da Saúde, OMS, vai se reunir com a presidente Dilma Rousseff nesta terça-feira.

Mosquitos em laboratório. Foto: FAO

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

A Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, está organizando um encontro em Brasília sobre  o combate ao vírus da zika.

Segundo a agência da ONU, especialistas de todo o mundo estão reunidos para discutir a questão e fazer recomendações sobre como aplicar a técnica do inseto estéril no Brasil e na região, tendo em vista o recente surto da doença.

Técnica

Em entrevista exclusiva à Rádio ONU no início deste mês, o vice-diretor do Departamento de Ciências e Aplicações Nucleares da Aiea, Aldo Malavasi, explicou como funciona essa técnica.

"Nós criamos em laboratório milhões de insetos, nós só pegamos os machos. Nós esterelizamos ou com raios X ou com raios Gama. Quando você estereliza e você trata os insetos numa fase intermediária, que não é nem a larva nem o adulto. Quando nós tratamos a pulpa, a radiação arrebenda o material genético. Então o espermatozoide é perfeito, do ponto de vista fisiológico, mas ele tem um dano cromossômico, com isso, ele é inviável."

Testes

A Aiea também está estudando fornecer uma máquina de raios Gama ao país para aumentar a produção do mosquito estéril para testes na Bahia e em Pernambuco.

Outras técnicas, como o uso da bactéria Wolbachia, também estão sendo discutidas.

OMS

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde, OMS, Margaret Chan, está no Brasil para avaliar a situação relacionada ao vírus zika e a resposta ao surto. Chan está acompanhada da diretora da Organização Panamericana da Saúde, Opas, Carissa Etienne.

Nesta terça-feira, elas se reúnem com a presidente Dilma Rousseff. Chan e Etienne devem visitar o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, Cenad, para discussões com autoridades, incluindo os ministros da Saúde, Integração Nacional, Defesa, Relações Exteriores e Desenvolvimento Social e Combate à Fome, entre outros representantes do governo.

Pernambuco

Como parte de sua avaliação sobre as medidas tomadas pelo Brasil em resposta à infecção pelo vírus zika e suas possíveis consequências, Chan e Etienne vão à Recife na quarta-feira para visitar o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira.

O diretor-executivo da OMS para Surtos e Emergências de Saúde, Bruce Aylward, irá acompanhá-las.

Leia Mais:

OMS quer que países ampliem combate ao zika vírus | Rádio das Nações Unidas

OMS: avançam pesquisas de duas vacinas candidatas contra o zika | Rádio das Nações Unidas

Aiea vai ajudar na detecção precoce do zika vírus | Rádio das Nações Unidas

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031