Em 10 anos, financiamento de projetos contra mutilação genital subiu 600%

Ouvir /

Número foi apresentado pelo secretário-geral da ONU em evento especial para elimitar a prática; Ban Ki-moon afirma que mais importante do que as verbas é o fato de as mentalidades estarem mudando.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Amanda Voisard

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU participou esta segunda-feira de um evento especial sobre as metas para o fim da mutilação genital feminina. Ban Ki-moon fez uma retrospectiva sobre avanços conquistados desde que se tornou chefe da organização, em 2007.

Segundo Ban, na última década, o financiamento para combater a prática aumentou 600%. Porém, o secretário-geral avalia que "mais importante do que levantar fundos, é o fato de que as mentalidades estão mudando".

Exemplo

Ele citou o caso de uma mulher da Etiópia, que costumava realizar a mutilação genital em mulheres e meninas. Segundo Ban, ela declarou que "nunca mais irá submeter outra garota ao sofrimento" e atualmente a etíope participa de campanhas da ONU.

O objetivo da organização é eliminar a mutilação genital feminina até 2030. O secretário-geral destacou que dezenas de países já têm medidas de combate e que 950 casos legais foram para julgamento. A ONU trabalha para ampliar a proteção legal em todos os países do mundo.

Compromisso

Desde 2007, mais de 110 mil médicos, enfermeiras e parteiras receberam treinamento sobre o problema. O número de mulheres beneficiadas por programas da ONU dobrou, alcançando 820 mil.

Ban revelou também que mais de 15 mil comunidades que abrigam juntas 12 milhões de pessoas estão comprometidas em acabar com a mutilação genital feminina.

O secretário-geral agradeceu aos líderes religiosos que apoiam a causa e aos homens que também prestam apoio ao fim da prática. Ele defendeu que o foco dado para a mutilação seja voltado para a educação de meninas e mulheres.

Ban sugeriu até uma mudança na sigla, de MGF para FMG – Foco nas Mentes das Garotas. O Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina é celebrado anualmente em 6 de fevereiro.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031