Diplomatas concordam com suspensão das hostilidades na Síria

Ouvir /

Acordo foi alcançado na noite de quinta-feira entre os integrantes do Grupo de Apoio Internacional para a Síria, em Munique, na Alemanha; a primeira reunião da Força Tarefa sobre Acesso Humanitário no país já acontece esta sexta-feira em Genebra.

Menina carrega dois jarros de água numa rua em Aleppo. Foto: Unicef/Romenzi

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Grupo de Apoio Internacional para a Síria, chegou a um acordo nesta quinta-feira à noite para suspender as hostilidades no país. O objetivo é permitir a entrada de ajuda humanitária para as pessoas mais necessitadas na região.

A primeira reunião da Força Tarefa sobre o Acesso Humanitário está sendo realizada esta sexta-feira.

Difícil Acesso

Os participantes vão discutir como todos os envolvidos na guerra podem contribuir para garantir que a ajuda chegue imediatamente às pessoas que estão em áreas sitiadas ou de difícil acesso.

O Grupo de Apoio Internacional inclui representantes da Liga Árabe, da União Europeia, da ONU e de mais 17 países, entre eles, Estados Unidos e Rússia.

Em comunicado, o grupo disse que "quer acelerar urgentemente a entrega da ajuda humanitária que deve começar já esta semana nas sete regiões sitiadas no país, incluindo a cidade de Madaya".

Força Tarefa

Madaya chamou a atenção mundial recentemente depois que a ONU e a Cruz Vermelha alertaram que a população estava morrendo de fome ou as pessoas estavam sendo assassinadas quando tentavam fugir da região.

A suspensão das hostilidades vai começar dentro de uma semana depois da confirmação do governo sírio e dos grupos armados de oposição. Durante esse período, a Força Tarefa do Grupo de Apoio Internacional vai preparar várias estratégias para a entrega da ajuda humanitária.

Além disso, o acordo vai abranger todas as partes engajadas em operações militares ou paramilitares e organizações terroristas como o Daesh, designação em árabe para o grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, e a Frente al-Nusra.

Leia Mais:

“Situação em Alepo e em outras partes da Síria é grotesca”

Agência da ONU fornece comida aos sírios que fogem da violência em Alepo

Lados em conflito na Síria mataram milhares de detidos e de reféns

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031