Demanda por minério de ferro caiu em 2015

Ouvir /

Relatório da ONU mostra que resultado reflete fraco crescimento da produção de aço global; documento preparado pela Unctad mostra que em 2014, produção de minério de ferro no Brasil aumentou 2,1% chegando a 339 milhões de toneladas.

A demanda por minério de ferro diminuiu em 2015. Foto: ONU/B Wolff

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Um relatório preparado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, afirma que a demanda por minério de ferro diminuiu em 2015.

Segundo o documento, o resultado é reflexo de um fraco crescimento na produção de aço.

Ano Difícil

A Unctad diz que o aumento contínuo da produção combinado com uma queda na demanda fez de 2015 um ano difícil para o mercado de minério de ferro.

O relatório cobre o ano de 2014 e fornece um panorama sobre a situação em 2015 e 2016.

Ele mostra que o fraco crescimento na produção de aço mundial significa que o setor de minério de ferro, matéria-prima principal para a fabricação do aço, entrou numa fase de crescimento lento, preços baixos e pequena margem de lucro para as companhias mineradoras.

Brasil

As três principais mineradoras do mundo são, a brasileira Vale e as multinacionais Rio Tinto e BHP Billiton.

Em 2014, a produção de minério de ferro global registrou uma alta de apenas 1,9% chegando a pouco mais de 2 bilhões de toneladas. O Brasil aumentou sua produção em 2,1% para 339 milhões de toneladas.

Na Austrália, a produção disparou 19% e a China seguiu o caminho inverso, com uma queda de 27%.

O relatório calcula que o mercado de minério de ferro será caracterizado por uma superprodução real ou potencial pelos próximos anos. Esse desempenho vai impedir o aumento dos preços acima de um certo nível e será determinado pelo que será necessário em investimento adicional para seguir adiante, principalmente pela gigante do setor, a brasileira Vale.

A Unctad acredita que a demanda da China por aço vai crescer consideravelmente mais devagar em comparação aos últimos 10 anos. Já a demanda do resto do mundo deve aumentar apesar de um fraco panorama econômico na zona do Euro.

Segundo o documento, a produção mundial de aço bruto no ano passado atingiu 1,3 bilhão de toneladas e a de minério de ferro 1,9 bilhão de toneladas. Os dois resultados foram menores do que os registrados em 2014.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031