Conselho de Segurança pede maior cooperação para combater o Boko Haram

Ouvir /

Órgão condena ataque do sábado, que resultou em dezenas de mortos e feridos; mensagem destaca que responsáveis por atos terroristas precisam ser julgados e países têm obrigação de ajudar nesse sentido.

Cenário complexo de pessoas desalojadas devido à violência do Boko Haram. Foto: Acnur/D.Mbaiorem.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Conselho de Segurança condenou nos termos mais fortes o que classificou como "terríveis ataques terroristas" ocorridos no sábado, 30 de janeiro, no vilarejo de Dalori, nordeste da Nigéria.

Em mais uma ação do grupo Boko Haram, dezenas de pessoas foram mortas ou ficaram feridas. Agências de notícias falam em pelo menos 50 assassinatos. O Conselho de Segurança enviou os pêsames aos familiares e amigos das vítimas.

Justiça

Segundo o órgão, a região tem feito muitos esforços para combater o Boko Haram, em especial a Força Tarefa Conjunta Multinacional. Mas "todos os países devem cooperar de forma ativa" para que os "responsáveis por esses ataques sejam levados à justiça".

O Conselho de Segurança espera que indivíduos que realizam, organizam, financiam e patrocinam esses atos sejam responsabilizados. Segundo o órgão, todos os "atos de terrorismo são criminosos e injustificáveis".

*Apresentação: Eleutério Guevane.

Leia Mais:

Ban cita terrorismo e extremismo violento como ameaças crescentes em África 

ONU libera US$ 100 milhões para atender nove situações de emergência 
Apelo de mais de US$ 500 milhões para crises nigeriana e centro-africana 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031