Com escalada da violência em Darfur, proteção dos civis precisa aumentar

Ouvir /

Apelo é feito pelo especialista independente das Nações Unidas sobre a situação de direitos humanos no Sudão; Aristide Nononsi afirma que nas últimas duas semanas, dezenas de milheres de civis ficaram deslocados.

O especialista independente da ONU sobre a situação dos direitos humanos no Sudão, Aristide Nononsi. Foto: Unamid/Hamid Abdulsalam (arquivo)

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O especialista independente da ONU sobre a situação dos direitos humanos no Sudão pede o fim imediato das hostilidades em Darfur. Segundo Aristide Nononsi, nas últimas duas semanas, dezenas de milhares de civis foram forçados a abandonar suas casas em Jebel Marra.

Uma nova escalada da violência está a atingir Darfur, o que, na avaliação do especialista, não é "certamente a maneira de resolver as dificuldades enfrentadas pelo Sudão".

Acesso Humanitário

Nononsi apela a todos os lados em conflito para respeitarem os direitos humanos e garantirem acesso de ajuda humanitária a todos que necessitam, em todos os momentos. Outro pedido é em prol da proteção dos civis desarmados.

O relator lembra que o governo sudanês tem a responsabilidade de facilitar o acesso de agências humanitárias e da Missão da ONU em Darfur, Unamid, a todas as áreas afetadas pelo conflito.

Violações de Direitos

Os confrontos entre forças do governo e do Exército de Libertação do Sudão/Abdul Wahid, resultaram em violações dos direitos humanos e abusos. Na lista estão destruição da propriedade, deslocamento de civis e mortes.

De acordo com a Unamid, mais de 21,3 mil civis, a maioria mulheres e crianças, fugiram do estado de Darfur Norte em busca de refúgio nos acampamentos da Missão.

Paz

Outras 15 mil pessoas seguiram para Darfur Central. O número de deslocados internos após ataques em Mouli e vilarejos do oeste de Darfur chega a 5 mil civis. Ainda é desconhecido o total de pessoas que buscaram refúgio no Chade.

O especialista independente das Nações Unidas pede ao governo do Sudão para criar as condições que levem ao diálogo inclusivo, com a participação de todos os grupos armados da oposição. Segundo Nononsi, o objetivo deve ser o de alcançar a paz e a reconciliação no Sudão.

Leia Mais:

ONU alerta de “corrida contra o tempo” para salvar deslocados em Darfur

ONU fala de "pontos de vista contrários" entre partes em conflito em Darfur

ONU protege milhares de vítimas de confrontos recentes em Darfur 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031