Chefe da ONU defende que paz e desenvolvimento andem de "mãos dadas"

Ouvir /

Ban Ki-moon participou da abertura da Conferência de Investimento do Setor Privado dos Grandes Lagos; na RD Congo, aos líderes do setor, ele pede que contribuam para a transformação da região.

Ban Ki-moon (ao centro) e Joseph Kabila (à esq.) chegam à cerimônia de abertura da Conferência de Investimento do Setor Privado dos Grandes Lagos. Foto: Monusco/Michael Ali

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU está em Kinshasa, capital da República Democrática do Congo e nesta quarta-feira destacou a importância da paz e do desenvolvimento andarem sempre de "mãos dadas".

Ban Ki-moon discursou na Conferência de Investimento do Setor Privado dos Grandes Lagos. O chefe da ONU destacou que os líderes da região já entenderam que "a falta de empregos e de oportunidades criam um ambiente propício para os conflitos".

ODS

Para Ban, a conferência é uma oportunidade de se compartilhar ideias e experiências sobre a importância de atrair investimento do setor privado, promover negócios e melhorar a cooperação econômica nos Grandes Lagos.

Ele lembrou que com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os líderes mundiais prometeram acabar com a pobreza até 2030 e não deixar ninguém para trás.

Empregos e Negócios

Aos governantes africanos, Ban Ki-moon pediu que invistam mais em ações para combater a mudança climática e criem um ambiente propício para os negócios e investimentos "responsáveis e sustentáveis".

Aos líderes do setor privado da África, a mensagem foi a seguinte: "contribuam para a transformação dos Grandes Lagos, reforçando a capacidade produtiva, criem empregos decentes e promovam o desenvolvimento inclusivo".

Segurança

O chefe da ONU também fez um pedido aos líderes de negócios globais e aos investidores: "construam pontes para a integração regional, criando assim maiores mercados e retorno de investimentos privados".

Ban destacou que a região dos Grandes Lagos está no "coração da África" e pode servir de motor para o desenvolvimento e o crescimento econômico.

Também em Kinshasa, o secretário-geral encontrou-se com o presidente da RD Congo. Ban Ki-moon e Joseph Kabila falaram sobre a importância da integração econômica, dos recursos naturais e dos problemas de segurança da região dos Grandes Lagos.

Leia Mais:

Chefe da ONU quer ver redução dos deslocamentos em 50% até 2030

Ban fecha visita ao Burundi com garantia de libertação de 1,2 mil detidos

Ban inicia visita a países africanos em crise

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031