Agência da ONU entrega comida à área sitiada em Taiz, no Iêmen

Ouvir /

Segundo o Programa Mundial de Alimentos, PMA, os residentes do local precisam desesperadamente de ajuda alimentar externa; para a representante da agência no país,  é "vital" que o programa tenha acesso regular e seguro para poder entregar comida às famílias" que precisam.

Casas destruídas no Iémen por ataque. Foto: Almigdad Mojalli/Irin

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Pela segunda vez neste ano, o Programa Mundial de Alimentos, PMA, conseguiu entregar comida em uma área onde há intensos combates na cidade de Taiz, no Iêmen.

Segundo a agência da ONU, no local, os residentes precisam desesperadamente de ajuda alimentar externa.

Comboio

No sábado, um comboio entrou na área de Al Qahira levando comida para 18 mil pessoas.

A entrega coincidiu com uma  missão da agência em Taiz, onde a diretora do PMA para o Iêmen, Purnima Kashyap, se encontrou com autoridades locais.

Acesso e Segurança

Segundo a representante da agência, "para uma família em uma área de difícil acesso, faz uma grande diferença saber que eles podem confiar no programa".

Ela afirmou que a agência continua a "superar questões de acesso e segurança no Iêmen".

Taiz

Purnima Kashyap declarou ainda ser "vital que o PMA tenha acesso regular e seguro para poder entregar comida às famílias" que precisam.

O PMA tem distribuído assistência alimentar a partes da cidade de Taiz desde dezembro de 2015, mas, com os combates tem sido difícil fazer a entrega a todos os distritos.

Fome

Das 22 províncias no Iêmen, Taiz é uma das 10 à beira de insegurança alimentar grave, em nível "emergencial", um passo abaixo da fome em uma escala de cinco pontos.

Pelo menos um em cada cinco domicílios na área não tem comida suficiente para levar uma vida saudável e muitas famílias enfrentam níveis de desnutrição potencialmente mortais.

Fome

O conflito piorou a situação já difícil de segurança alimentar no Iêmen, adicionando mais de 3 milhões de pessoas à situação de fome em menos de um ano.

De acordo com a ONU, 7,6 milhões de pessoas estão em situação de insegurança alimentar grave, um índice que exige assistência alimentar externa urgente.

Leia Mais:

OMS entrega 20 toneladas de suprimentos médicos no Iêmen | Rádio das Nações Unidas

 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031