Unicef pede US$ 2,8 bilhões em ajuda humanitária para crianças

Ouvir /

Agência da ONU espera ajudar 43 milhões de menores com o dinheiro; pela primeira vez maior parte será investida no setor de educação; crianças sírias serão as mais beneficiadas.

O Unicef afirma que os conflitos e as condições climáticas extremas estão forçando um número crescente de crianças a deixarem suas casas. Foto: Unicef/Georgiev

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, lançou esta terça-feira um apelo de US$ 2,8 bilhões, o equivalente a mais de R$ 11 bilhões, em ajuda humanitária para crianças em todo o mundo.

Segundo a agência da ONU, 43 milhões de menores de idade vão ser beneficiados.

Educação

Pela primeira vez, a maior parte do pedido será investido no setor de educação. Cerca de 25% do total vai para ensinar crianças em áreas de emergência.

Este ano, o Unicef planeja aumentar "drasticamente" o número de crianças em regiões de crise com acesso à educação, passando de 4,9 milhões em 2015 para 8,2 milhões.

A agência da ONU disse que mais da metade, aproximadamente 5 milhões, são crianças sírias que vivem no próprio país ou em nações vizinhas.

O apelo deste ano do Unicef dobrou em comparação ao pedido feito há três anos. O Fundo para a Infância explica que os conflitos e as condições climáticas extremas estão forçando um número crescente de crianças a deixarem suas casas.

Além disso, estão deixando milhões sofrendo com a falta de alimentos, violência, doenças, abusos e ameaças à educação.

Região de Conflito

Aproximadamente uma em cada nove crianças no mundo vive em uma região de conflito. Em 2015, as crianças que viviam em países ou áreas afetadas por conflitos tinham o dobro de chances de morrer de causas evitáveis do que as que vivem em regiões pacíficas.

A mudança climática também representa uma ameaça crescente, com mais de 500 milhões de crianças vivendo em áreas de alagamentos e 160 milhões em regiões de seca severa.

Do total pedido, quase metade será destinado à assistência humanitária para salvar vidas na Síria e da crise de refugiados sírios no Egito, Iraque, Jordânia, Líbano e Turquia.

A ajuda inclui a entrega de água, serviços de vacinação, educação e também de proteção. Uma parte do apelo vai ser usada na resposta à crise de migrantes e refugiados na Europa e ainda para atender crianças no Iêmen, onde quase 10 milhões de menores de idade necessitam de assistência.

O dinheiro vai ser utilizado também para ajudar crianças no Burundi, na Nigéria, nos Camarões, em Níger e no Chade. A agência quer prestar assistência ainda no Afeganistão, na República Democrática do Congo e no Sudão.

No ano passado, o Unicef conseguiu entregar ajuda humanitária para milhões de pessoas no mundo, incluindo água para 22,6 milhões e a vacinação de 11,3 milhões de menores contra o sarampo.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031