Relator pede que Coreia do Norte seja responsabilizada criminalmente

Ouvir /

Marzuki Darusman pede à comunidade internacional que continue pondo pressão política e processe líderes do país asiático; especialista em direitos humanos; no Japão, ele encontrou-se com familiares desaparecidos.

Marzuki Darusman. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O relator especial das Nações Unidas sobre os direitos humanos na Coreia do Norte está pedindo à comunidade internacional mais esforços para melhorar a situação no país asiático.

Nesta sexta-feira, Marzuki Darusman disse que é importante colocar pressão política no governo norte-coreano. Mas o relator quer também que os líderes do país sejam responsabilizados criminalmente.

Rapto

Ele encerrou uma visita de cinco dias ao Japão, onde se encontrou, em Tóquio, com familiares de desaparecidos. Na reunião, o relator lembrou que o ex-líder norte-coreano, Kim Jong-il, havia reconhecido que o país esteve envolvido no sequestro de cidadãos japoneses.

Desde que assumiu o cargo, em 2010, Darusman fez vários pedidos para visitar a Coreia do Norte, mas o governo nunca autorizou sua entrada no país. Darusman destaca que resolver os desaparecimentos forçados é uma questão urgente, especialmente porque os familiares das vítimas já têm idade avançada.

Teste Nuclear

Na avaliação dele, progredir na questão dos sequestros pode contribuir com o início da criação de confiança mútua entre governos. Darusman destacou que pela Carta da ONU e pela lei internacional de direitos humanos, a Coreia do Norte tem uma obrigação com a verdade.

Sobre o recente teste nuclear feito pela Coreia do Norte no início do mês, o especialista da ONU afirmou que a ação "encobre os esforços da comunidade internacional de melhorar a situação dos direitos humanos no país e engajar o governo no diálogo."

Durante os cinco dias em que esteve em Tóquio, Darusman teve também reuniões com representantes da sociedade civil e ministros japoneses. Segundo o relator, não houve progressos concretos desde que Japão e Coreia do Norte assinaram, há dois anos, um acordo bilateral.

Marzuki Darusman irá preparar um relatório sobre a visita à Tóquio e o documento será apresentado ao Conselho de Direitos Humanos em março.

Leia Mais:

Ctbto discute anúncio de teste nuclear da Coreia do Norte em Viena | Rádio das Nações Unidas

Conselho de Segurança condena teste nuclear norte-coreano | Rádio das Nações Unidas

Ban condena e exige fim das atividades nucleares na Coreia do Norte | Rádio das Nações Unidas

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031