Potencial de compras é fator crucial para turista decidir destino de férias

Ouvir /

Segundo Organização Mundial do Turismo, OMT, lojas pequenas e com produtos locais atraem mais do que grandes marcas; chineses são os que mais gastam em viagens; perfil dos brasileiros mencionado em estudo.

Especialista destaca que experiências em lojas pequenas e com produtos locais são mais atraentes para os turistas do que grandes marcas. Foto: OMT

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial do Turismo, OMT, está chamando a atenção para um fator decisivo na hora de muitos turistas escolherem o destino das férias: a possibilidade de se fazer compras.

Numa conferência sobre tema, em Madri, a OMT destacou que o segmento deve ser priorizado pelas cidades que querem se promover como um bom destino de turismo.

China

Um especialista do setor, Jörn Gieschen, explicou que experiências em lojas pequenas e com produtos locais são mais atraentes para os turistas do que grandes marcas. Já o diretor de turismo da França, Michel Durrieu, defendeu que compras e gastronomia sejam incluídas em qualquer estratégia do setor.

Segundo um relatório global da OMT sobre turismo de compras, os chineses são os que mais gastam durante viagens internacionais: foram US$ 129 bilhões em 2013.

A OMT calcula que até 2020, os cidadãos da China farão 200 milhões de viagens internacionais por ano. Os outros turistas que mais gastam em viagens são os americanos, os alemães, os ingleses e os russos.

Brasileiros

O Brasil é mencionado no estudo devido às altas taxas de importação, que "criaram uma janela de oportunidade para compras fora do país", de acordo com a agência da ONU.

Em 2012, o país ficou em 13° lugar mundial em termos de gastos com o turismo internacional, batendo US$ 22 bilhões. A OMT explica que assim como os chineses, "a motivação de viagem para os brasileiros está muito relacionada ao status".

Europa é o principal destino de férias, porque os brasileiros são interessados "no refinamento da arte e do design" de cidades como Barcelona, Londres, Lisboa e Berlim. Os Estados Unidos também são outro país preferido dos turistas.

SP e NY

A cidade de São Paulo é um dos estudos de caso apresentados no relatório, por receber, por ano, mais de 13,8 milhões de visitantes, um número maior do que a população local. A maioria vai a negócios.

Quem vai à cidade para fazer compras gasta mais do que a média de outros turistas: R$ 2,2 mil contra R$1,7 mil. A maioria dos que vão para São Paulo devido aos shoppings da cidade sai de municípios próximos, como Campinas, Ribeirão Preto e Bauru.

Nova York, que recebe 53 milhões de visitantes por ano é outro caso estudado no documento. Fazer compras é a atividade mais popular entre turistas nacionais e internacionais que visitam a cidade.

Pelos cálculos da organização oficial de turismo e marketing de Nova York, a cada dólar gasto, 25 centavos são para as compras. Em 2012, os visitantes gastaram mais de US$ 8 bilhões nas lojas da cidade.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031