ONU consegue entregar ajuda humanitária em Mandaya, na Síria

Ouvir /

Um comboio do Ocha levando alimentos, remédios e outros produtos de saúde chegaram à cidade que está sitiada por causa dos confrontos entre governo e oposição.

Ajuda humanitária levada para Mandaya, na Síria. Foto: Vídeo Unicef

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU informou que um comboio com ajuda humanitária conseguiu chegar esta segunda-feira à cidade de Mandaya, na Síria.

A região está sitiada há vários meses por causa do conflito entre tropas do governo e forças da oposição.

Confirmação

O porta-voz do secretário-geral, Stephane Dujarric, recebeu a confirmação do Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha.

Falando a jornalistas na sede da ONU, em Nova York, Dujarric afirmou que os primeiros caminhões chegaram à cidade levando alimentos, remédios, cobertores, materiais de abrigo e de higiene para a população local.

Ele disse ainda que outros caminhões também partiram de Damasco, a capital, com ajuda humanitária para outras cidades, como Kafraya e Foah.

Negociação Longa

O coordenador do Ocha no Iêmen, Yacoub el Hillo, declarou que foi necessária uma negociação longa e paciente, com várias partes envolvidas no conflito, para que o comboio pudesse chegar a Mandaya.

El Hillo disse que apesar do foco em Mandaya, as Nações Unidas e os parceiros humanitários estão igualmente preocupados com os 4,5 milhões de pessoas que vivem em áreas sitiadas ou de difícil acesso por todo o país.

O coordenador continua pedindo a todas as partes envolvidas no conflito sírio que permitam o acesso livre a todas as pessoas que necessitem de ajuda.

Consultas Regionais

No lado político, o enviado especial para a Síria, Staffan de Mistura, concluiu a rodada de consultas regionais neste domingo, no Irã, com o ministro das Relações Exteriores iraniano e seu vice.

De Mistura falou sobre as preparações para as negociações sobre a Síria, que vão acontecer no fim desse mês, em Genebra. O enviado da ONU já tinha feito o mesmo com autoridades sauditas em Riad, na semana passada.

De Mistura recebeu garantias de sauditas e iranianos de que as tensões atuais entre os dois países não vão afetar a participação deles no apoio ao processo de Viena e nas negociações de Genebra para tentar resolver o conflito na Síria.

No sábado passado, o enviado especial da ONU se reuniu com o ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Mouallem, na capital do país, Damasco.

Staffan de Mistura vai se encontrar agora com o secretário-geral da ONU. Eles vão discutir os passos a serem tomados para o início das conversações em Genebra, em 25 de janeiro.

Leia Mais:

Novo chefe do Acnur destaca atenção a países com muitos refugiados

ONU quer livre acesso humanitário em regiões sitiadas na Síria

Enviado da ONU avalia impactos de crise recente nas conversas sobre a Síria

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031