OIM: 46 desaparecidos ou mortos no Mediterrâneo em 2016

Ouvir /

Segundo a agência, a maioria deles estava a bordo de duas embarcações que naufragaram próximo à costa da Turquia na terça-feira.

Grupo de refugiados chegam à ilha grega de Lesbos (30 de setembro de 2015) Foto: Acnur/Achilleas Zavallis

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Na primeira semana do novo ano, o Projeto Migrantes Desaparecidos da Organização Internacional para Migrações, OIM, informou relatos de 46 migrantes ou refugiados mortos ou desaparecidos no Mediterrâneo.

As maioria deles estava a bordo de duas embarcações que naufragaram próximo à costa da Turquia na terça-feira.

Números Altos

Segundo a agência parceira da ONU, o número já representa mais da metade das fatalidades relatadas em todo o mês de janeiro do ano passado e mais mortes do que as registradas nos primeiros três meses de 2014.

Um funcionário da OIM na Turquia, Emrah Guler, disse que as autoridades turcas afirmaram ter encontrado os corpos de 34 pessoas, incluindo três crianças, em dois locais na costa do Mar Egeu.

As vítimas aparentemente tentaram chegar à ilha grega de Lesbos. Não se sabe ainda com certeza quantas embarcações foram envolvidas ou quantas pessoas estavam a bordo.

A OIM calcula que 3.771 migrantes e refugiados morreram ao tentar atravessar o Mar Mediterrâneo em direção à Europa no ano passado.

Leia Mais:

Europa recebeu mais de 1 milhão de refugiados e migrantes em 2015

“2015 será lembrado como o ano das tragédias envolvendo migrantes” 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031