Novo ano será de "desafios e oportunidades" no acesso à água

Ouvir /

Relator da ONU para o direito humano à água e saneamento falou sobre suas expectativas para 2016 e destacou os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; cerca de 2,5 bilhões de pessoas ainda não têm acesso ao saneamento básico.

Criança na favela de Kallyanpur, na capital de Bangladesh, Daca. Foto: ONU/Kibae Park

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Para o relator da ONU para o direito humano à água e saneamento, 2016 será um ano de desafios e oportunidades nesta área.

De Belo Horizonte, em entrevista à Rádio ONU, Léo Heller falou que ainda há "muitos desafios em relação ao acesso à água e ao saneamento de forma adequada" e destacou os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

"Creio que o principal aspecto que vai gerir as discussões sobre esses direitos são exatamente os ODS, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Nós temos agora tanto metas quanto targets mais ousados e isso nos trará a necessidade de definirmos com mais clareza o significado de acesso à água e ao saneamento."

Acesso

Na entrevista, o relator falou que será preciso tratar desta questão de uma forma "mais avançada".

"Nós estamos falando agora de um acesso que envolve qualidade, segurança, equidade, o conceito de acesso financeiro, essa definição será muito importante. Organizar os sistemas de monitoramento para monitorar adequadamente as novas metas também será importante. E, ao mesmo tempo, avaliarmos as diversas situações nacionais e ajudarmos, obviamente, os países a pensar em como avançar nesses fundamentais direitos, nesses serviços essenciais, especialmente para as populações mais pobres."

Assembleia Geral

Em dezembro, a Assembleia Geral da ONU reconheceu o “direito humano ao saneamento” como um direito distinto ao “direito humano à água potável”, decisão considerada importante pelo relator.

Segundo o especialista, o acesso ao saneamento foi uma das "metas mais atrasadas" dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Bilhões de Pessoas

Léo Heller destacou ainda estimativas de que 2,5 bilhões de pessoas no mundo não têm acesso adequado ao saneamento.

Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos é o 6º dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, adotados pelas Nações Unidas em setembro do ano passado e que entraram em vigor em 1º de janeiro de 2016.

Leia Mais:

Desastre em Mariana: relator da ONU exige acesso à água segura para consumo | Rádio das Nações Unidas

Perito cita receios sobre direitos humanos ligados à água no Botsuana | Rádio das Nações Unidas

Entrevista: Água e os objetivos de Desenvolvimento | Rádio das Nações Unidas

Nova agenda de desenvolvimento traz objetivos mais audaciosos sobre água | Rádio das Nações Unidas

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031