Nações Unidas condenam ataques na Cisjordânia

Ações em Otniel e Tekoa ocorreram nas últimas 24 horas; uma mulher morreu após ser esfaqueada e outra, grávida, ficou seriamente ferida; enviado da ONU afirma que nada justifica o assassinato de uma mãe na frente de seus filhos.

Construções na Cisjordânia. Foto: Annie Slemrod/IRIN

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O coordenador especial das Nações Unidas para o Processo de Paz no Oriente Médio condenou dois esfaqueamentos ocorridos nas últimas 24 horas em Otniel e Tekoa, na região ocupada da Cisjordânia.

Os ataques resultaram na morte de uma mulher, enquanto outra, grávida, ficou seriamente ferida. Nesta segunda-feira, Nickolay Mladenov declarou que "nada pode justificar o assassinato de uma mãe diante de seus filhos".

Ação Conjunta

O coordenador especial está cada vez mais alarmado com os ataques "quase que diários" na área ocupada da Cisjordânia. Ele espera ação das autoridades israelenses e palestinas, para que os autores dos ataque sejam levados rapidamente à justiça.

Segundo Mladenov, "esses acidentes trágicos apenas ressaltam a necessidade urgente de todos os líderes trabalharem juntos contra a espiral de violência e ações contra civis".

O enviado da ONU afirma que a volatilidade da situação atual apenas beneficia o ódio dos extremistas. Mladenov encoraja todos os lados envolvidos a promoverem a calma e a evitarem declarações "inflamatórias e ações retaliatórias". 

Leia Mais:

Ban divulga prioridades para 2016

Conselho de Segurança condena ataque a embaixada saudita em Teerã

Guterres faz balanço de 10 anos no comando do Acnur

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031