Nações Unidas condenam ataque terrorista em Burkina Fasso

Ouvir /

Mais de 20 pessoas morreram na ação contra um hotel na capital do país, Ouagadougou; secretário-geral Ban Ki-moon expressa apoio e destaca que meta agora deve ser responsabilizar os autores do atentado.

Ban Ki-moon está solidário com país. Foto: ONU/Amanda Voisard

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.  

O secretário-geral da ONU condenou o "ataque terroristan hediondo" ocorrido na capital de Burkina Fasso, Ouagadougou, que resultou na morte de mais de 20 pessoas. Agências de notícias informaram que homens armados fizeram reféns em um hotel de luxo, numa ação que começou na noite de sexta-feira e terminou neste sábado.

Pelo menos 26 pessoas foram mortas e 56 ficaram feridas, sendo que as vítimas são de 18 países. Ainda segundo a imprensa, o ataque foi reivindicado pela Al Qaeda no Magrebe Islâmico e quatro terroristas também foram mortos.

Solidariedade

O secretário-geral das Nações Unidas enviou os pêsames aos familiares das vítimas, ao governo e ao povo de Burkina Fasso. Em nota divulgada neste sábado, Ban Ki-moon reforça o total apoio da organização às autoridades do país africano.

Segundo Ban, a ONU está solidária com a nação e a região na luta contra o terrorismo e ele pede que seja feito todo o possível para que os autores do ataque sejam julgados.

 

 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031