Mulher “muito negligenciada” para desenvolver África, diz embaixador

Ouvir /

Representante da União Africana falou à Rádio ONU, de Adis Abeba, sobre a Cimeira de chefes de Estado e de governo; líderes do continente abordam conflitos e ação perante os baixos preços de matérias-primas no fim de semana.

Téte António. Foto: ONU/Amanda Voisard

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O embaixador da União Africana junto às Nações Unidas falou à Rádio ONU, de Adis Abeba, sobre os preparativos da 26ª Conferência da União Africana a decorrer a 30 e 31 de janeiro.

Téte António contou que uma série de eventos vai destacar o papel feminino para promover o avanço africano. O diplomata mencionou ações sobre o plano para transformar o continente em 50 anos e a nova agenda global.

Posição Comum

“O destaque é mesmo os direitos humanos e as mulheres, mas também é uma cimeira para avaliar um pouco as políticas que nós próprios decidimos sobre o primeiro plano de 10 anos da Agenda 2063 (de África). Isso foi refletido pela presidente (da Comissão da União Africana) no seu discurso na abertura da reunião dos embaixadores; e a Agenda 2030, que contém muitas opiniões expressas na posição comum africana sobre o pós-2015. Também vamos falar muito do desenvolvimento, penso que temos que partir por aí.”

Nesta quarta-feira decorrem encontros de ministros africanos dos Negócios Estrangeiros após um retiro que analisou temas sobre o continente.

Téte António citou o papel feminino diante do “imperativo” de industrializar África, com o “desenvolvimento económico afetado pela redução dos preços de matérias-primas”, com destaque para o petróleo.

Mulher Negligenciada

“É a mulher que tem um impacto na família, na educação da população e em tudo. Esta parte foi muito negligenciada e é preciso corrigir isso. Penso que é nesse sentido (o destaque) nos dois anos. No ano passado foi capacitação da mulher e este ano vai se falar dos seus direitos que, como se sabe, são violados. Nós já conhecemos o que se passa em zonas de conflito, é um dos fenómenos  que mais se regista em África, sobretudo no leste da República Democrática do Congo.”

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, segue na quinta-feira para participar no evento de líderes africanos na capital etíope.

No dia seguinte, o Conselho de Paz e Segurança da União Africana reúne chefes de Estado e de governo antes da plenária a decorrer no fim de semana.

Téte António disse que as crises do Burundi, da Líbia e outros conflitos do continente serão discutidos pelo órgão.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031