Conselho de Segurança preocupado com tensões políticas na Guiné-Bissau

Ouvir /

Órgão elogia eleições pacíficas na Nigéria, Togo, Burkina Fasso e Guiné e ressalta importância de países como Cabo Verde e Gana também realizarem pleitos de sucesso; situação em na África Ocidental preocupa.

Eleições na Guiné ocorreram em outubro de 2015. Foto: Pnud Guiné

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança divulgou neste sábado um comunicado expressando preocupação com a tensão política que pode corroer o governo da Guiné-Bissau e ameaçar conquistas alcançadas pelo país de língua portuguesa desde as eleições de 2014.

Os 15 países-membros do órgão pedem aos líderes da Guiné-Bissau que "trabalhem para manter a estabilidade por meio do diálogo político". Para o Conselho, essa é a melhor maneira de prevenir o aumento das tensões e evitar o conflito.

Eleições

A nota observa que a Guiné-Bissau também precisa alcançar um clima propício à reconciliação nacional e à reconstrução democrática, social e econômica. Já outros países da África Ocidental, como Nigéria, Togo, Burkina Faso, Guiné e Côte d'Ivoire são elogiados por terem realizado eleições pacíficas.

O pleito eleitoral também precisa ser bem sucedido em nações como Níger, Bênin, Cabo Verde, Gana e Gâmbia, sendo que o Conselho pede especificamente "eleições livres, justas, pacíficas, inclusivas e credíveis".

Terrorismo

O Conselho de Segurança também reforça a condenação aos ataques terroristas na região da África Ocidental, em particular no Mali, no Sahel e na região do Lago Chade.

O comunicado ressalta que as ações foram de autoria do Boko Haram e o órgão lembra a importância de se combater todas as formas de terrorismo. São elogiados os esforços internacionais para diminuir as consequências humanitárias e de desenvolvimento causadas pelos ataques.

Ebola

Os países-membros da ONU precisam garantir que o combate ao terrorismo esteja em linha com as obrigações previstas nas leis internacionais de direitos humanos, de refugiados e humanitárias.

O Conselho de Segurança elogia também os esforços da União Africana, da Comunidade Econômica dos Países da África Ocidental e das nações do Sahel com o objetivo de reforçar a segurança nas fronteiras e a cooperação regional.

Mas ainda há a preocupação com o tráfico de drogas, o tráfico humano e o contrabando de migrantes e a nota destaca a importância de se combater essas atividades na região.

O sucesso alcançado pela África Ocidental na luta contra o ebola também mereceu o destaque do Conselho de Segurança, que expressou apoio aos países afetados e destacou que a vigilância deve continuar.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031