Boko Haram provoca crise de deslocamento que mais cresce em África

Ouvir /

Países da Bacia do Lago Chade acolhem cerca de 2,7 milhões de deslocados; Nações Unidas anunciaram US$ 31 milhões para assistência humanitária; 16 mil pessoas deixaram as suas casas devido às recentes operações militares.

Milhares de deslocados devido à violência do grupo Boko Haram. Foto: Ocha

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As Nações Unidas colocaram US$ 31 milhões ao dispor de parceiros humanitários na Nigéria e na Bacia do Lago Chade, onde piora a situação devido à violência provocada pelas milícias Boko Haram.

Os valores do Fundo Central de Resposta de Emergência, Cerf, foram anunciados pelo subsecretário-geral para Assistência Humanitária, Stephen O’Brien.

Crise

De acordo com a ONU, a região tem cerca de 2,7 milhões de pessoas que deixaram as suas casas devido aos confrontos. Esta é considerada a crise de deslocamento que mais cresce em África e envolve 1,5 milhão de crianças.

Os afetados precisam urgentemente de alimentos, água potável, abrigo, cuidados de saúde, proteção e educação.

Além da Nigéria, o financiamento do Cerf deve apoiar a assistência essencial para aproximadamente 1,7 milhão de pessoas nos vizinhos Camarões, Chade e Níger.

Peso da Violência

Para as atividades no território nigeriano serão atribuídos US$ 10 milhões,  enquanto nos três outros países afetados os parceiros humanitários deverão receber US$ 7 milhões.

Stephen O’Brien disse que muitas pessoas perderam tudo e “centenas de milhares de mulheres e crianças continuam a suportar o peso da violência do  Boko Haram”.

Operações Militares

O também Coordenador de Ajuda de Emergência da ONU disse que salvar vidas e proteger as pessoas da região estão no centro da resposta humanitária.

A situação ainda é considerada “muito volátil” na região onde foram identificados mais de 16 mil novos deslocados devido às últimas operações militares. O grupo não vem incluído no financiamento revelado pelo Cerf.

Agências

Os fundos serão geridos por agências como a Organização da ONU de Agricultura e Alimentação, a Organização Internacional para as Migrações e o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados.

O Fundo da ONU para a Infância, o Fundo das Nações Unidas para a População, o Programa Mundial de Alimentação e a Organização Mundial da Saúde também devem intervir nas ações humanitárias.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

Unicef: 1 em cada 4 crianças em zonas de conflito está fora da escola

Chefe do FMI fala de recuperação modesta nos preços petróleo em 2019

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031